# Our Family | Não, os gatos não ficam bem sozinhos!



Tenho gatos desde pequena. A gata que tive em casa dos meus pais viveu 19 anos, e 3 anos depois de sair de casa adoptei o Sushi por isso os anos em que vivi sem gatos foram muito poucos. Posso dizer que são provavelmente o animal que conheço melhor e com quem estou mais habituada a viver. 

Toda a minha vida ouvi dizer que os gatos ficam bem sozinhos. É só deixar-lhes comida e água, que eles lá se arranjam durante o tempo que for preciso. Ora, na minha experiência, não é bem assim. Os nossos gatos Sushi e Yoga são super mimados e passar um fim de semana inteiro sem atenção por parte de ninguém deixa-os completamente de  coração partido.

Gostam da sua independência, é certo, mas volta e meia chegam-se ao pé de nós, dão-nos turrinhas a pedir festas, deitam-se para o chão, dão a barriga, saltam e tomam o sofá de assalto. Ou a cama, se não fecharmos as portas! E quando muda alguma coisa em casa, são os primeiros a dar conta. Sempre que mudamos um móvel de sítio, eles vão investigar. Se falta alguém, vão procurar por baixo dos móveis. Isto porque os gatos são animais de hábitos! Não gostam que mexam nas coisas deles e não gostam que nada mude. Basta o Daniel e a Carolina dormirem uma noite fora para ser um motivo de stress! Correm a casa toda e cheiram cada cantinho em busca dos seus mini donos.


Mas é exactamente por isso que nunca consigo levar os meus gatos de férias. Sei que a viagem e levá-los para um hotel connosco seria mais stressante para eles do que ficar em casa. Mas ficarem em casa sozinhos, durante uma semana ou mesmo só durante um fim de semana, também não me agrada. Eles precisam de atenção, de alguém que veja que está tudo bem e que lhes faça festas. Nem eu ficaria descansada se não tivesse notícias dos nossos gatos, que também fazem parte da família.

Já me recomendaram deixá-los num hotel para gatos, mas a ideia não me agrada. Tirá-los de casa e levá-los para um sítio desconhecido onde têm de cheirar outros animais vai despertar um sentido territorial neles e, claro, stress. Por isso para mim a única opção viável é mesmo procurar cat sitters na zona, alguém de confiança que possa olhar por eles todos os dias para lhes dar a dose de mimo, pôr água fresca e ver se está tudo bem.

De caminho, um pet sitter ainda me pode dar uma vista de olhos nas tartarugas Estrela e Sky, que também têm direito a comida fresca e a um aquário impecável! E vocês, o que fazem com os vossos animais de estimação durante as férias?

1 comentário:

Tania Correia disse...

Per sitter de confiança todos os dias duas vezes por dia ;)
é a única solução para ir descansada descansar :)