#38 Restaurantes | Segundo Muelle


Já comi em muito bons restaurantes, já aqui partilhei a minha experiência em alguns deles, e a verdade é que acho que cada vez temos mais opções de excelência o que é sinal de que estamos a crescer enquanto país no que respeita à oferta gastronómica mas também ao nosso grau de exigência. Algures no mês de Fevereiro, visitei um Restaurante em Lisboa que me andava debaixo de olho há uns meses, o Segundo Muelle. Hoje falo-vos dele, porque foi realmente um restaurante que me marcou!



O espaço situa-se na Praça Dom Luís I, junto ao mercado da Ribeira, é extremamente amplo e luminoso, com uma decoração em tons claros que privilegia materiais naturais como a madeira e a corda. Destaca-se uma gravura de um pontão ao fundo da sala, cujo motivo da presença entendemos sorrindo no preciso momento em que pegámos na ementa:

"Daniel Manrique, a alma por trás do Segundo Muelle, passou os Verões da sua infância numa estância balnear ao sul de Lima, no Perú. Lá, do alto do "segundo muelle", o segundo pontão da praia de San Bartolo, aprendeu com o seu avô os saberes do mar e da pesca. (...)"


Quando somos convidados a uma degustação, normalmente preferimos que nos recomendem o que vamos provar ao invés de escolhermos nós. Desta vez analisámos a lista de ponta a ponta, ficámos com vontade de provar tudo, mas acabámos por nos entregar aos conselhos de quem a conhece bem. 




O couvert, um verdadeiro desafio aos sentidos, era composto por Chifles [chips de banana pão frita temperados com sal], molho de Ají Amarillo [malagueta amarela, pimento amarelo e sumo de lima] e Cancha [milho peruano frito]. Acompanhámos com cocktails peruanos, o clássico Pisco Sour e um Chilcano de Bosque, uma bebida com pisco, frutos do bosque e ginger ale.


Passando à degustação, começámos pelos Trés Cébiches, com três diferentes tipos de Ceviche; Segundo Muelle, Trés Ajies e Nortenho, uns mais ácidos outros mais suaves, mas os três frescos, bem apurados, equilibrados e claro... deliciosos!


Seguiu-se aquele que tenho obrigatoriamente que eleger como o ex-libris desta refeição. Este foi o prato que nos foi recomendado, e sem dúvida que foi o prato que mais nos marcou. Há quem lhe chame Quinotto, mas aqui chama-se Risotto de Quinoa com Lomo sateado. E se ler o nome na ementa não nos trouxe particular desejo de o provar, a verdade é que ficámos mesmo satisfeitos por ter optado por esta escolha. É difícil descrever em palavras o quão maravilhoso é este prato. A textura, a conjugação dos diferentes sabores, a cremosidade da quinoa, os legumes grelhados misturados com a carne macia e suculenta são pura e simplesmente inigualáveis. 



Não estou a exagerar quando vos digo que é dos melhores pratos que já comi na vida! Que passou 1 mês e consigo recordar-me de cada garfada, do prazer que este prato me proporcionou e só o simples facto de escrever sobre ele faz-me ter vontade de regressar já e de pedir este prato! É sem dúvida um prato excepcional!

Terminámos com duas sobremesas muito bem conseguidas. O Trés Leches, um bolo húmido com chantilly, e o Suspiro a la limeña, uma taça de doce de leite com merengue. 



Visitámos o Segundo Muelle num dia em que a sala não estava muito cheia, o ambiente era tranquilo e silencioso e o serviço foi perfeitamente organizado e rápido. Foi uma experiência gastronómica muito positiva e um dos restaurantes onde certamente voltaremos. Recomendamos!


Segundo Muelle Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

1 comentário: