# Turismo em família | GOFREE pela Costa Alentejana | Capítulo II


Hoje trago-vos mais um capítulo sobre a nossa aventura pela Costa Alentejana de Autocaravana. Como vos contei aqui, saímos numa 6.ª feira já praticamente de noite, e passámos a primeira noite já junto ao mar. Percebemos depressa que a aventura ainda só estava a começar e que era promissora. Ora vejam.

Depois da noite muitíssimo bem dormida em São Torpes, já a manhã ia adiantada quando saímos para Porto Covo. Foi por lá que fizemos a nossa última paragem de abastecimento. Precisávamos de comprar duas o três coisas que faltavam e aproveitámos para beber um café!

Pelo caminho, encontrámos junto à Praia da Samoqueira uma zona excelente onde poderíamos ter passado a noite mesmo mesmo em cima do mar. O facto de termos chegado fora de horas não nos deixou ver este acesso pelo que registámos para informação futura!

Chegados a Porto Côvo, passámos no supermercado, bebemos café na praça principal, e ficámos a saber que existe uma espécie de estação de serviço para autocaravanas. Ali, para além de se poder pernoitar em segurança, pode-se abastecer o depósito de água e lavar a cassete da casa de banho, a custo zero! Uma informação importante uma vez que é a única limitação que este tipo de turismo tem. Água e depósito de WC limitados.

Seguimos de imediato a nossa viagem e fomos aproveitando para fazer a viagem pela costa, tanto quanto possível. Parámos na Zambujeira do Mar, onde conseguimos um lugar para estacionar mesmo em frente à praia, o que nos permitiu ir logo à praia um bom bocado e de seguida regressar e almoçar mesmo ali, a olhar o mar!




Depois do almoço voltámos à estrada pois tínhamos um objectivo: queríamos passar essa noite na Arrifana. Gostamos particularmente dessa zona, e conhecendo bem a terra, sabíamos que havia imensos sítios giros para estacionar e passar a noite. Das vezes em que lá passámos fins de semana era comum haver auto-caravanas paradas no alto das falésias, onde conseguiam um piso mais ou menos regular para estacionar e pernoitar, e tinham a vista maravilhosa que o local proporciona. E era essa visão romântica que tínhamos definido como objectivo para esse fim de dia e noite. Só que, chegados à Arrifana, percebemos que a própria terra está agora interdita a auto-caravanas. Existe um parque logo à entrada, que não é mais do que um parque de estacionamento, com uma inclinação gigante, o que não permite pernoita pois não há como nivelar, e num buraco, encostado a uma barreira de terra. Ora nós não saímos de casa para ficar a passar a noite num parque de estacionamento. Por isso, fizemos-nos à estrada novamente e fomos à procura de uma alternativa mais agradável. 

Como lá ao lado existe uma outra localidade muito engraçada, fomos procurar local para lá. Conhecem Monte Clérigo? Bem junto à praia há vários locais possíveis para uma boa noite sobre rodas, mas quando lá chegámos os locais melhores já estavam ocupados, pelo que decidimos subir falésias e procurar outra alternativa. E foi precisamente no cimo de uma das falésias que encontrámos um local perfeito! A vista era exuberante e tinha um trilho que dava acesso a uma pequena praia, mas acabámos por não arriscar descer com os miúdos porque nos parece demasiado íngreme. Ainda assim, demos um passeio por lá e apreciámos a vista fantástica!|







Foi aqui que conhecemos o Keith, um Inglês de meia idade, muito simpático, que viaja sozinho pelo mundo no seu Fiat Panda preto e tira fotografias lindas! [Podem espreitar aqui para verem algumas.] Estava em Portugal há uns meses, e comentou connosco que não entendia o motivo, mas que tinha cá estado em Outubro e Novembro e não havia nem metade das interdições que agora encontrava. Ajeitou o carro para que pudéssemos também melhorar o nosso estacionamento, e disse-nos que aquele era o melhor local de Monte Clérigo, e que ali tínhamos uma óptima noite de sono garantida e uma das melhores vistas! Conversámos por um bocado, e entretanto temos mantido contacto pelas redes sociais! [Thanks for your tips Keith!]

Regressámos à nossa casa com rodas já perto do Pôr do Sol, espectáculo que apreciámos já pela janela, pois estava muito vento e frio. Ainda que pela janela, as cores eram vibrantes!


Jantámos, já tarde, e depois de deitar as crianças deitámo-nos a ler. Apesar da auto-caravana ter televisão, optámos por não a ligar uma única vez! Não nos fez falta nunca! Ler é uma óptima alternativa, e mesmo os miúdos encontraram sempre alternativas para se entreterem! [Helena li o teu "Diz-lhe que não" todinho em duas noites!]




Eles dormiram muito bem, nós nem tanto, pois o temporal que se abateu durante a noite acabou por nos incomodar um pouco. A auto-caravana abanava, e embora não fosse propriamente assustador, acordou-nos e foi difícil voltar a adormecer no meio de um temporal! Entre o barulho da chuva e o do vento lá fomos dormitando, para na manhã seguinte acordarmos para um dia muito cinzento. Mas não seria isso que ia estragar os nossos planos! Tirámos este fim de semana para nos divertir e é isso que vamos continuar a fazer! No matter what!


[Não percam no próximo post tudo o que fizémos para tirar o máximo partido deste dia cinzento, e onde fomos passar a noite seguinte]

Sem comentários: