# Our family | Conversas doces


Ontem ao deitar, enquanto a Carolina ainda estava na casa de banho a acabar de se despachar, deitei o Daniel, aproximei-me dele, abraçou-se ao meu pescoço e foi conversando comigo. Uma conversa doce e carinhosa sobre o quanto gostava de mim, e do meu colo, e das minhas festinhas e dos meus beijinhos. Até que por algum motivo conduziu a conversa para o tema filhos.


Daniel: Mamã quando eu ser gande vou ter filhos. Eu vou ser o pai e a mana vai ser a mãe. Ela vai ser a minha namorada.
Eu: Filho não podes ser namorado da mana. Podem ter namorados mas ela tem que ter outro namorado e tu outra namorada. Não se pode namorar com os irmãos.
Daniel: Mas tu e  o pai são namorados. 
Eu: Mas eu e o pai não somos manos
Daniel: Pois não... mas são maridos. E isso é namorar.
Eu: Mas eu e o pai não nos conhecíamos filho. Um dia encontrámo-nos e apaixonámos-nos. Depois eu convidei o pai para vir cá jantar a casa e ele veio! E depois olha nunca mais de cá saiu.
Daniel [com um sorriso maroto]: isso é poque o pai queria ser teu namorado! E dar beijinhos! Pois é mãe?

Sorriu, continuou abraçado ao meu pescoço e adormeceu assim. De um segundo para o outro. Foi uma noite boa!

Sem comentários: