# Turismo em família | Dolce Campo Real | Fugir à rotina

Familiar

Cá por casa somos fãs de escapadinhas. Sejam em família ou a dois, são como que balões de oxigénio que nos ajudam a andar para a frente e nos dão coragem. Uma das últimas que fizemos, foi até Torres Vedras para um fim de semana em família no Dolce Campo Real. Hoje vimos contar-vos tudo sobre esse fim de semana!

Por ocasião do Greenfest, fomos convidados pelo Dolce Campo Real a passar o fim de semana por lá e a participar em algumas das actividades que levaram a cabo no evento de sustentabildade. Aceitámos de imediato, porque o conceito do Greenfest tem tudo a ver connosco e porque é sempre um prazer ir até ao Dolce e usufruir daquele ambiente tranquilo em que nos sentimos tão bem.

Para nós, uma das particularidades de que mais gostamos no Dolce é que não é um típico 5 estrelas em que sentimos que se os miúdos fazem barulho estão a incomodar. É um 5 estrelas completamente kids friendly, onde há alternativas para as crianças sempre disponíveis e um staff com uma atenção e uma simpatia inigualáveis.

Chegámos ao final da tarde de 6.ª feira e após o check in fomos conhecer a nossa Townhouse. Desta vez, não ficámos num quarto tradicional mas numa moradia geminada com piscina privativa. Não usufruirmos da piscina porque a meteorologia não deixou, mas acabámos por tirar muito partido do facto de termos mais espaço e comodidades, o que numa estadia com crianças acaba por ser uma mais valia pois sentimo-nos mais à vontade. Não há birras que incomodem os hóspedes do lado e é mais fácil conseguir gerir a logística e no nosso caso, entretê-los com chuva!

Chegámos, conhecemos a casa [enorme por sinal] onde ficámos instalados, arrumámos tudo e regressámos ao edifício principal do hotel para jantar. Como no Dolce nada é deixado ao acaso, tínhamos à nossa espera um conjunto de iguarias [doces, claro!] que os miúdos fizeram questão de "atacar"! Quanto a nós, brindámos a um fim de semana em família com os olhos postos na magnifica vista da janela.

família

família

família

Uma vez tudo arrumado nos seus lugares, bastou telefonar para a recepção para pedir que nos fossem buscar. Isto porque como estávamos fora do edifício central precisávamos de transfer e o hotel tem uma carrinha que faz essa cortesia. O Pedro, o condutor da carrinha na maior parte das "viagens" que fizémos, foi sempre tão querido que os miúdos ficaram amigos dele e passam a vida a dizer que quando forem grandes querem ir trabalhar para lá com ele! 

Familiar

Familiar

Fomos jantar ao Restaurante Manjapão, o buffet do hotel, num ambiente animado onde éramos os únicos Portugueses e havia um enorme grupo de golfistas mais velhos que criavam um ambiente muito bem disposto! Jantámos muito bem, sempre com o staff muito atencioso com o Daniel e a Carolina, e regressámos para descansar. Afinal, à sexta feira à noite o cansaço é sempre maior e queríamos ter energia para o sábado que tínhamos programado!

Familiar

Familiar

Familiar

Familiar

No dia seguinte o acordar foi tão tranquilo que fomos tomar o pequeno almoço mesmo no limite de horário! Afinal, quando estamos num sitio onde nos sentimos bem e estamos confortáveis dormimos melhor, e foi o que nos aconteceu. O pai levantou-se cedo e foi dar uma corrida e quando regressou ainda nos encontrou a todos a dormir! Foi preciso acelerar e sair rápido para conseguirmos chegar ao pequeno almoço a tempo! O dia trouxe-nos um sol envergonhado pelo que decidimos que no regresso, vínhamos a pé!

família

Da última vez que aqui tínhamos estado o Daniel e a Carolina ainda eram muito pequeninos e não era tão simples gerir o pequeno almoço. Desta vez a autonomia já é outra e isso notou-se quer no desembaraço com que percorreram o buffet a escolher o que queriam, quer na rapidez com que comeram e nos deixaram a nós apreciar devidamente o nosso pequeno almoço! Se há coisa de que gostamos são pequenos almoços de hotel, mas para serem devidamente apreciados precisamos de tempo e tranquilidade para os saborear e desta vez, tivemos! Para isso, contribuiu mais uma vez  a paciência e simpatia do staff, pois o Daniel e a Carolina andaram atrás de uma senhora que estava a pôr mesas a conversar, pelo que nos deram uns minutos de "folga",

família

família

família

Depois de um pequeno almoço destes, ficámos felizes por podermos andar um pouco a pé! A propriedade do Dolce Campo Real tem uma dimensão enorme e apesar de parte ser um Green de Golf, onde não podemos andar a passear, há muitos outros caminhos onde podemos fazer caminhadas e respirar ar puro neste ponto de junção entre a paisagem rural e as colinas das Serras do Socorro e Archeira em seu redor. Este é um resort com uma forte consciência ambiental e que tem sempre o cuidado de implementar medidas de minimização do impacte ambiental da sua actividade fazendo uma gestão eficientes dos resíduos e consumos energéticos; optimizando o consumo dos recursos naturais; promovendo acções de formação regulares que visem o desenvolvimento de uma consciência ambiental, o cumprimento das normas implementadas e a melhoria dos indicadores ambientais; e promovendo a cooperação com fornecedores, parceiros e comunidade local; promovendo o consumo crescente e utilização regular de produtos frescos, sazonais e regionais e dando a conhecer as potencialidades do destino na vertente de turismo ambiental. Os campos de Golfe podem, ao contrário do que se pensa, constituir uma mais valia para o ambiente, desde que concebidos e geridos com esse objectivo. Lembro-me de ter estudado isso na faculdade mas a verdade é que este é o único que conheço pessoalmente. 

Familiar

Familiar

Familiar

Familiar

Depois de regressarmos "a casa", onde fizemos uma pausa para descansar, os miúdos brincaram e nós aproveitámos para ler um pouco, chegou a hora de almoço e voltámos a sair para o Garden Terrace, o restaurante que dá para  o Green, onde se pode optar por refeições mais leves e rápidas que nos permitam tirar mais partido do tempo durante o dia.

Familiar

Familiar

Familiar

Depois do almoço fomos até Torres Vedras, visitar o Green Fest. O evento contou com expositores e palestras de diversas áreas ligadas à sustentabilidade e com muita pena minha, tinha poucos visitantes. Foi a primeira vez que realizaram este evento fora de Lisboa e a verdade é que isso fez com que houvesse menos adesão o que foi uma pena! Nós participámos em algumas das iniciativas, a Carolina e o Daniel fizeram plantações [que entretanto já germinaram e nasceram e estão na nossa horta], pintaram desenhos, aprenderam a jogar golfe entre outras coisas divertidas. Passámos uma tarde muito animada e não podemos deixar de agradecer à Patrícia e à Paula que tão bem nos receberam no stand do Dolce.

Familiar

Familiar

Familiar

Familiar

Terminámos o dia numa actividade que os miúdos adoram e de que falavam desde que chegámos! Piscina! Para além das piscinas exteriores, o Dolce Campo Real tem no SPA uma piscina aquecida onde passámos o nosso fim de dia. O entusiasmo foi tal, que o jantar programado para as 20h teve que ser só ás 21h porque eles não queriam sair da água! Enquanto passámos em casa para tomar duche antes de jantar fomos presenteados por este Pôr de Sol exuberante. Digam que lá que não apetece ficar só ali a apreciar a vista na varanda?

Familiar

Familiar

Familiar

Familiar

O jantar de sábado foi no Restaurante Grande Escolha, o restaurante mais requintado do resort, com uma cozinha maravilhosa com uma configuração que nos permite apreciar o trabalho do Chef ao vivo. Foi mais um jantar divino onde provámos alguns pratos confeccionados com ingredientes da zona. Depois do dia tão preenchido que tiveram, o Daniel e a Carolina estavam super cansados e mal jantaram. O Daniel conseguiu aguentar-se à mesa a fazer desenhos mas a Carolina quebrou e adormeceu! Acomodámo-la devidamente e dormiu enquanto terminámos a nossa refeição.

Familiar

Familiar

Na noite de sábado para domingo mudou a hora e apesar de estarmos bem conscientes da mudança a verdade é que depois de nos termos deitado mais tarde do que o habitual não acordámos a horas! Foi preciso uma aceleração matinal para corrermos até ao pequeno almoço e mesmo assim já chegámos depois da hora! Não fomos os únicos é certo e conseguimos na mesma fazer a nossa refeição. Seguimos depois novamente para casa, pois os miúdos pediram para ver um bocadinho de televisão e para brincarmos com eles, e sendo que estava um dia muito chuvoso, não dava para programas de exterior.

Familiar

Familiar

Familiar

A diferença principal que notámos nesta estadia, para além de termos mais tempo para aproveitar o resort e do facto dos miúdos serem maiores facilitar a logística, foi sem duvida a tipologia de alojamento. A casa onde ficámos tinham dois pisos. No andar inferior, cozinha, sala de estar e jantar e uma suite, no andar superior mais duas suites e um closet enorme. Cabem 6 pessoas e se contarmos com o sofá da sala 8, o que faz com que seja uma opção muito apelativa para férias em família. O facto de ter jardim e piscina privativa é excelente, tem limpeza diária e todas as comodidades. Ficámos com muita vontade de pensar em voltar no Verão!

Neste vídeo podem ter uma maior noção não só da beleza da vista que tínhamos, como do interior da Townhouse T3 onde ficámos alojados.



Por agora, como tempo já melhorou, já se pode tirar mais partido dos exteriores e deixamos uma dica! No dia 7 de Maio é Dia da Mãe e uma escapadinha em família é o presente perfeito! Espreitem aqui as ofertas que o Dolce tem para celebrar essa data!

Sem comentários: