# 23 Restaurantes | Populi & Solar da Giesteira


Já vos falei aqui do Populi, restaurante de Lisboa que adoramos e onde já fomos por diversas vezes. E também já vos falei aqui do Solar da Giesteira e das carnes maravilhosas que produzem. Mas hoje falo-vos da fusão dos dois!

O Populi River Caffé & Restaurant apresentou no primeiro dia de Primavera dois novos pratos by Solar da Giesteira. Com vista do Tejo até Montemor-o-Novo, esta é a oportunidade para provar o sabor genuíno do Alentejo em pleno Terreiro do Paço. 

Os dois novos pratos são marcados por aromas e texturas fortes, de origem portuguesa: vitela de bolota com puré de batata-doce e packshoy e vitela de bolota com migas de feijão frade, broa de milho e espargos.



Este espaço com cinco anos, no coração de Lisboa, marca pela imprevisibilidade e exclusividade, alterando com regularidade as suas propostas, sublinhando a inovação e fusão, a que o restaurante se propõe: sabores tradicionais trabalhados com arte. O preço continua a ser convidativo, cada prato tem o valor de 15,50€.

Com mais de cem anos de ligação à criação de vitelas no Montado, em que a bolota desempenha o papel principal, nas centenas de hectares de pastos Solar da Giesteira, os animais circulam livremente. Como resultado, este paradigma de liberdade e sustentabilidade permitiu criar uma carne livre de hormonas, antibióticos ou conservantes, rica em ómega 3 e naturalmente única.

O consumo desta carne de eleição corresponde a uma tendência do mercado atual, que contempla as denominadas dietas paleo (do período Paleolítico), numa aposta no consumo da proteína animal cada vez mais próxima da que os homens das cavernas comiam. Um dado que adquire particular relevância em função da proximidade do Solar da Giesteira das Grutas do Escoural (três km), local ícone da arte rupestre em Portugal onde, pela primeira vez em Portugal, foram identificada pinturas e gravuras rupestres do Paleolítico Superior.

Nós fomos experimentar estes dois pratos, e pessoalmente gostei muito da versão com migas e espargos, mas só porque adoro espargos, porque no que toca à carne, não é possível dizer outra coisa que não seja... deliciosa! Se ainda não experimentaram as carnes desta maravilhosa origem passem pelo Populi um dia destes e depois contem-me o que acharam!

Sem comentários: