Apenas 20 minutos por dia!


Depois de um feriado em que consegui fazer 1001 coisas, de entre as quais, descansar um pouquinho e dar tempo aos meus filhos, deparei-me com este texto e senti que o devia partilhar. Não sei bem se com gémeos é assim tão fácil conseguir este tempo. Têm a mesma idade e as mesmas [ou parecidas] necessidades, pelo que quando um está a fazer uma coisa, é comum que o outro também queira. Ainda assim, já temos testado o "fazer coisas só com um" e sentimos sempre que valorizam. Fiquei com vontade de também experimentar esta estratégia e ver como funciona!



20 minutos por dia nem sabe o bem que lhe fazia

Está a perguntar “20 minutos de quê?”, 20 minutos com cada um dos seus filhos, individualmente, consistentemente e numa actividade escolhida pelos dois.

20 minutos por dia com o seu filho não só melhorará a vossa relação, como também o facto de despender este tempo de atenção irá alimentar um melhor comportamento.

Se nunca experimentou ou se já experimentou e interrompeu esta estratégia, recomece e transforme estes 20 minutos em algo simples na vossa rotina.

Imagine que o comportamento adequado do seu filho necessita de ser abastecido com uma “garrafa de atenção” por dia, quanto mais vazia estiver a garrafa mais é provável que os comportamentos desadequados surjam. Por isso, para manter as “garrafas da atenção” dos seus filhos preenchidas, escolha dois períodos do dia de 10 minutos para as encher (se não conseguir 10 minutos, estipule outro tempo, mas encha estas garrafas todos os dias). Desligue a tecnologia e deixe o seu filho orientar este tempo.

Deixe o seu filho escolher a atividade que quer fazer consigo, seja fazer o “jantar”, brincar com plasticina ou vestir o pai como uma princesa. Lembre-se que as crianças mais pequenas precisam de encher a “garrafa da atenção” com maior frequência, por isso com os mais pequenos é preferível que este tempo ocorra em dois períodos por dia.

Com as crianças um pouco mais velhas e que têm trabalhos de casa para fazer, aproveite esse tempo também. Tente incluir algo mais divertido do que fazer simplesmente contas ou fazer cópias. Se ele tem de ler um texto, leia-o com ele e introduzam umas vozes engraçadas nas falas dos personagens ou use legos para explicar frações. Se tiverem oportunidade, que tal cozinhar umas bolachas enquanto lhe explica as medidas e as conversões de peso? E não perca a oportunidade de, durante estas atividades, partilhar com o seu filho os seus pensamentos e sentimentos.

Com filhos adolescentes, a tendência é eles quererem ser mais independentes dos pais, por isso, este momento é uma óptima oportunidade para se aproximar do seu filho adolescente. Podem em conjunto criar novas playlists de músicas, jogar cartas ou irem juntos até ao shopping. Ou podem simplesmente fazer uma caminhada juntos num local tranquilo, isto ajudará ambos a fortalecer a mente e o corpo No caso dos adolescentes, pode valer mais a pena despender um período maior de tempo ao fim-de-semana em vez de pequenos períodos diários.

Mostre ao seu filho que lhe dá imenso prazer passar tempo com ele, sem críticas, zangas ou discussões, simplesmente disfrute. Desta forma fortalecerão relações. Mesmo que comece por pequenos passos, não desista desta medida, ela trará benefícios a longo prazo para todos.

Texto escrito para a B de Brincar por Cátia Teixeira, Psicóloga Clínica

Sem comentários: