A manhã da véspera de Natal



9h da manhã de dia 24 de Dezembro de 2016. Acordei devagar, pensei que hoje por uma vez na vida não temos que sair da cama a correr porque hoje não há horários! Virei-me para o outro lado e enrosquei-me no edredão. A cama estava por mim conta porque alguém saiu cedo para andar de bicicleta! Enquanto me entregava às maravilhas da ronha, oiço tossir no quarto do lado. Primeiro um, depois o outro. 

Acordam devagar e começam a falar:

Daniel: Mana. Hoje é Natau?
Carolina [com uma voz ensonada]: é!
D: Mana, hoje não há escola?
C: Não!
D: Mana, o Papá foi andá de bixicleta xabias?
C: Xabia! Foi de noite...
D: Mana, quéjitê ca mamã?
C: hummm [o sono e a preguiça de sair da cama ganham]

Ouvem-se uns passinhos a correr e a porta do meu quarto entreabre. Salta para a minha cama e diz:

D: Qué vi páqui. Tenho fio. 

Entra na cama, tapa-se, enrosca-se em mim e faz um som de satisfação - "ahhhhhh".

Não oiço nem um som do quarto do lado e pergunto: 

S: Carolina?
C: Xim mamã
S: Não queres vir para ao pé de nós?
C: Não. Tenho fome. Quéri comê. Poxo bebê leitinho? Tu já deixas-me? Já num tou doente...

Acabou a ronha! Vamos lá tratar de alimentar as boquinhas esfomeadas destes dois e pôr o Natal em marcha! 


FELIZ NATAL!!🎄🎄🎄

Sem comentários: