# Turismo a dois | Sheraton Cascais [Porque há celebrações que merecem ser especiais!]


Se me perguntarem do que sinto mais falta desde que tenho filhos, respondo em primeiro lugar e sem hesitar que é dos momentos a dois. Seguem-se as viagens [claro!], o tempo só para mim, e podia continuar a lista mas pesando os prós e os contras, prefiro a minha vida com filhos do que sem eles, mesmo abdicando de coisas que gosto de fazer.

Mas há datas que têm mesmo que ser celebradas, e que merecem um esforço acrescido. No dia 8 de Outubro fizémos 6 anos de casados, e já estava decidido que tínhamos mesmo que tirar o fim de semana só para nós. A única coisa que eu sabia, era que tinha que tirar a 2.ª feira pois o fim de semana a dois teria inicio sábado depois de almoço e terminava na 2.ª feira. Pedi autorização ao chefe, tirei o dia, e cravei os meus pais para ficarem com os miúdos e para os levarem ao colégio na 2.ª feira de manhã.

No sábado despachámo-nos com calma, depois do almoço os miúdos ainda dormiram um bocadinho, e só depois de lancharem saímos para os deixar com os avós e seguir viagem. Seguimos pela A5 e pensei que íamos para a zona de Sintra, mas enganei-me! O destino era um sítio onde já tínhamos estado para o brunch de domingo, e que logo nesse dia me deixou cheia de vontade de lá passar pelo menos uma noite - O Sheraton Cascais.

Entrar no Sheraton é entrar numa outra dimensão! É sentir que estamos fora do mundo, num local onde não há ruído exterior, onde sentimos que todos os pormenores foram devidamente pensados, onde nada é deixado ao acaso. A paisagem, os jardins, o ambiente que ali se vive são de completa tranquilidade.


Depois de feito o check-in dirigimo-nos ao nosso quarto, que afinal não era um quarto, mas uma suite! Sala, cozinha e um quarto gigante, completamente equipados, com uma decoração de muito bom gosto e super acolhedora! A zona de estar e a zona de dormir separam-se por uma porta o que permite total privacidade. E se pensam que esta privacidade não é assim tão importante num fim de semana a dois, já vão perceber mais à frente que neste caso foi preponderante!



Como já chegámos tarde e já conhecíamos os jardins, decidimos aproveitar para ficar a descansar. Instalámo-nos na cama a ver televisão, coisa que desde que temos filhos deixou de ser possível e ali ficámos até cerca de meia hora antes da hora marcada para o nosso jantar. Preparámo-nos para jantar, e entretanto batem à porta, e quando dou por mim temos três pessoas dentro da cozinha da suite a preparar um jantar. Ou seja, o jantar foi-nos servido ali mesmo, com um Chef a preparar tudo na hora. Imaginam a minha cara de surpresa!?



O Sheraton Cascais organiza este tipo de jantar por pedido especial, necessitando apenas de 72h de antecedência na reserva. Tivemos o Chef Rui Correia nos comandos, e o João Alves encarregou-se do serviço de mesa. Só vos posso dizer que passada a surpresa inicial, em que confesso que nem sabia o que dizer e estava pouco à vontade, conversámos imenso e o jantar foi dos melhores jantares da minha vida! Sem qualquer sombra de dúvidas!



Começámos com um Cocktail de Murganheira com polpa de frutos vermelhos, e uns canapés de Satay de frango com molho Thai e Croquete de legumes. Seguiu-se Maçã verde marinada em Cointreau, Carpaccio de bacalhau com brunoise de pimentos e tomate, Camarão Tigre grelhado, risotto com chá verde acompanhado por Camaleão Sauvignon Blanc. Um corta sabores menos convencional com um Granizado de meloa e hortelã, e seguimos para o prato de carne. Um Tornedó sobre ameixa preta com molho de vinho do Porto que acompanhou um vinho que nunca decepciona: Cartuxa, um dos nossos vinhos de eleição . A sobremesa foi uma Mousse de chocolate em três texturas com tiramisù Siciliano e ainda terminámos com um Porto velho cujo nome não registei mas que era excelente.

É nestas pequenas coisas que a minha vontade de estudar a fundo temáticas ligadas à culinária aumenta cada vez mais. Conseguir conceber pequenas delícias com fusão perfeita de sabores e texturas que dão um prazer imenso a quem as experimenta é realmente uma arte, e este jantar foi todo ele assim! Se rever as fotografias em transporta novamente para um mundo de sabores e aromas inesquecíveis, imaginam o que seriam os sabores e o quão fora de série foi este jantar! Dificilmente me esquecerei desta noite pela variedade de novas experiências que constitui!








Depois de terminada a refeição, fomos convidados a beber um digestivo no bar do hotel, para que o staff limpasse e arrumasse a suite. A noite estava agradável e ficámos por ali até no virem avisar de que a suite já estava pronta.




Na manhã seguinte acordámos e fomos tomar o pequeno almoço. Mais uma vez, o tempo não convidava a piscina, pelo que saímos para dar curto um passeio pelas redondezas. 




Regressámos e fizémos um almoço tardio e ligeiro no Glass Terrace. Era dia de Brunch, estava sol, mas depois do jantar da noite anterior não tínhamos capacidade para tanto. Pedimos uma sopa e uma salada, mas terminámos com um divinal gelado de manga a acompanhar o café!



E se podíamos ter aproveitado a tarde para 1001 actividades, incluindo para nos entregarmos às maravilhas do SPA, acabámos por passar o resto da tarde deitados a ver televisão. Vimos filmes, séries, e tudo o que passou na programação regular, sem interrupções, sem horários, sem ruídos de fundo! [E se acham que isto foi um desperdício, tenham filhos e percebam o quanto isto vale!]. Jantámos na suite, uma refeição rápida feita por nós, e enfiámos-nos na cama! Afinal, no dia seguinte acabava-se este fim de semana de sonho, regressávamos à rotina e à energia dos nossos filhos, e era preciso descansar.

Acordámos em mais uma manhã de sol, e depois do pequeno almoço e de tudo arrumado despedimo-nos. Rumámos a Sintra, onde ainda passeámos a pé um bom bocado, e regressámos, com calma e sem pressas. E soube tão bem!






Sem comentários: