E se o Pai Natal tivesse Alzheimer?

Alzheimer. Parece uma palavra difícil, mas mais ainda do que uma palavra é uma doença difícil. Há cada vez mais pessoas que sofrem de Alzheimer, que não é mais do que uma demência que provoca uma deterioração global, progressiva e irreversível de diversas funções cognitivas (memória, atenção, concentração, linguagem, pensamento, entre outras).

Esta deterioração tem como consequências alterações no comportamento, na personalidade e na capacidade funcional da pessoa, dificultando a realização das suas actividades de vida diária. Quando a pessoa perde uma capacidade, raramente consegue voltar a recuperá-la ou reaprendê-la.

É uma doença grave, com a qual é difícil de lidar, e que pode bater à porta a qualquer um de nós. Por isso, hoje quando vi esta campanha de sensibilização tão adaptada à época que está a chegar, senti de imediato que tinha que a partilhar!

Sem comentários: