Manhãs mais calmas em 6 + 1 passos


Quem tem crianças em casa sabe que as manhãs podem ser alturas complicadas. Birras por tudo e por nada são um clássico e podem acabar com a boa disposição logo ao início do dia. Ou porque tenho sono, ou não quero vestir essa roupa, ou porque não me apetece tomar o pequeno almoço – imaginem isto vezes dois! 

A boa notícia é que existem alguns truques para dar a volta a estas cenas matinais, acabar com as dores de cabeça e organizar a casa com boas energias. Basta seguir este plano de ataque com dicas para manhãs mais tranquilas sem “fitas” e sem stress, para eles e para nós. 

A importância do sono 

A primeira regra de combate às manhãs agitadas começa de véspera. As rotinas de sono devem ser respeitadas e a hora de dormir deve ser seguida à risca, principalmente a dos mais pequenos. Nós por cá tentamos que a hora de limite para deitar sejam as 21h30, embora nem sempre seja possível sermos tão certinhos.

Preparar o dia seguinte 

É essencial prepararem o que conseguirem na noite anterior. Organizar a casa e eliminar obstáculos que podem complicar as manhãs: preparar as marmitas da família, pôr a mesa do pequeno almoço, escolher a roupa do dia seguinte, arrumar os materiais escolares. Ter um local próprio para arrumar as mochilas, acessível aos miúdos e junto do local onde deixam o calçado é uma óptima dica para organizar a casa e para subtrair aos afazeres matinais. A palavra chave é planeamento e acreditem que dá resultados!

Levantar cedo [uns mais cedo que outros]

Provavelmente já o fazem, mas levantarem-se antes dos pequenos é essencial para que tudo esteja sob controlo pela manhã. Se conseguirem levantar-se pelo menos 30 minutos antes das crianças, vão poder arranjar-se com calma e ainda ter um tempinho só para vocês. 


Acordar os mais pequenos

Cada criança tem um acordar diferente e ninguém melhor que os pais para avaliarem qual o melhor despertador. A voz do pai, da mãe ou a música preferida? Se os miúdos gostarem de música, uma playlist criada especialmente para eles pode servir como incentivo para saltarem da cama à primeira nota. Cá em casa é variável, e enquanto a Carolina acorda quase sempre bem disposta, o Daniel tem alguns dias em que rezinga pelo menos na primeira meia hora! O nosso truque? Enchê-lo de mimos e não alimentar a birrinha.



Criar um quadro de tarefas

Eles andam cá há menos tempo que nós, por isso é natural que se esqueçam de algumas regras essenciais. No caso dos mais pequeninos cabe-nos a nós pais relembrar tantas vezes quantas as necessárias qual é a rotina matinal. Mas, no caso dos mais crescidos, um quadro de tarefas matinais com imagens ajuda a relembrar todos os passos e também ajuda a educar crianças mais independentes. Cumprir as várias obrigações pode até tornar-se numa competição saudável – quem completa a lista mais rápido? 

Gerir os afectos

As manhãs devem ser momentos em família e é natural as crianças acordarem carentes de atenção dos pais. Tentem responder da melhor forma a esses pedidos. Um abraço, uma brincadeira ou uma conversa ao pequeno almoço são importantes para restabelecer a comunicação, gerir afectos e inaugurar os dias da melhor maneira. Beijos e abraços nunca são demais!

Por falar em afectos, já sabemos que o fim de semana é a altura certa para sedimentar o tempo em família. Convém não alterar muito a rotina matinal aos fins de semana, especialmente no que diz respeito às tarefas e responsabilidades. Depois, a recompensa de uma semana a acordar feliz e sem birras: pequeno almoço especial a pedido, um passeio no parque, uma ida ao mercado em família ou uma ida à praia [Sim! Mesmo no Outono ou até no Inverno!]. 
 

Sem comentários: