Road trip férias 2016 | Spot #3


Depois de 5 noites em Alcáçovas e 3 em Vila Viçosa, rumámos ao destino onde estivemos por mais tempo e por isso, o que tem mais para vos contar! Se começámos muito bem no Monte da Cabeça Gorda e depois fizemos uma passagem com vertente cultural pelo Solar dos Mascarenhas, terminámos ainda melhor num destino que já conhecíamos e de onde é impossível sair sem ficar com vontade de voltar!

Foi em Abril deste ano, que apenas a dois e numa versão muito muito "express" passámos pelo Ecorkhotel. A experiência, apesar de curta, foi excelente, contámos tudo aqui, e como vos dissemos à data, tínhamos mesmo que regressar!

E foi o que fizémos, desta vez a quatro, e com mais tempo para usufruir de tudo o que o Ecork tem para nos oferecer! Neste dias, em que só pegámos no carro duas vezes, provámos a verdadeira Slow Living, e não fosse o wi-fi por todo o hotel, tínhamos mesmo desligado do mundo! Mas assim, fomos podendo partilhar convosco pelo Instagram um pouco da nossa aventura, e dar-vos conta em tempo real sobre o que estava a passar nestas férias em modo road trip powered by Odisseias.

A recordação que guardei da chegada ao Ecork em Abril foi o cheiro a terra molhada, a humidade no ar, o fresquinho característico do campo. Chegar em  Agosto é completamente diferente, e quando revi as fotos de Abril e comparei com as que tirámos agora, ainda tive mais essa noção! O que antes era verde, agora é só palhinha, mas isso não tira a beleza ao local! Dá-lhe uma beleza diferente, mas mantém todos os seus encantos! Para os miúdos, tudo era novo, e só queriam ver todos os cantos e recantos logo no primeiro minuto em que chegaram!



Claro que, sabendo que havia uma mega piscina "no tilhado" e sendo que estava um calor brutal, não foi possível arrumar tudo à chegada, mas apenas pegar nos fatos de banho e correr para dentro de água! Mas não sem que primeiro se espreitassem todos os cantos e recantos e se fizessem mil e uma perguntas sobre o que íamos encontrando pelo caminho.



C - "Mãe olha aqui este laguinho! Tem água fesquinha mãe!"
D - "Xiiii que gande escadaaaaa!"

Até que, chegados à piscina, se renderam de imediato aos seus encantos e num ápice estavam lá dentro aos saltos! Ou melhor, estávamos todos, porque o calor do Alentejo não brinca em serviço, e só se aguenta mesmo dentro de água!





Só à noite terminámos as arrumações na nossa suite, algumas delas já com os miúdos a dormir, porque isto de passar muito tempo a dar mergulhos cansa!

Na manhã seguinte tivemos um pequeno almoço atribulado! Já sabíamos que as camas do Ecork eram soberbas, e a verdade é que dormir numa cama assim faz-nos ter um sono muito mais descansado, pelo que, partindo do princípio que o pequeno almoço terminava só às 11h [baseados no que sabíamos da estadia anterior], não pusemos despertador, e acordámos perto das 10h. Despachámo-nos e lá fomos tranquilamente para o pequeno almoço, onde chegámos por volta das 10h35. Só que... o pequeno almoço só é até às 11h aos fins de semana, e era segunda feira pelo que terminava às 10h30! Resultado, tivemos que nos servir de tudo o que queríamos em 5 minutos, enquanto as mesas já estavam a ser levantadas. Nesse dia houve mais hóspedes com o mesmo problema, e inclusivé um senhor a reclamar, porque estava lá desde 6.ª feira e tinha tomado sempre o pequeno almoço até às 11h e naquele dia foi apressado pelos funcionários. Referia o senhor que, em férias, todos os dias são fim de semana, o que não deixa de ser verdade! Fica a sugestão à direcção do hotel para que mantenham as 11h todos os dias! Os dorminhocos agradecem! 



Tirando este episódio de aceleração ao pequeno almoço, tudo estava exactamente como recordávamos! Um iogurte delicioso, fruta fresca, vários tipos de pães e croissants, cereais, bolos caseiros, queijos frescos, compotas, e os ovos mexidos. Como quase sempre, a dificuldade é só uma, escolher!
  



E lembram-se do rebanho de ovelhas que pastava junto à sala do pequeno almoço! Pois que por lá continua mas com família aumentada! Nasceram imensas ovelhinhas, algumas das quais durante a nossa estadia, e ao fim de dia era sempre obrigatório dar um passeio pela vedação para ver as ovelhinhas bebés!



E as rotinas do dia-a-dia no Ecorkhotel passavam tão só e apenas por isto! Acordar [com despertador para podermos perder tempo a tomar o pequeno almoço], tomar o pequeno almoço, regressar ao quarto pela zona onde está a cerca das ovelhas. No quarto, era altura de nos prepararmos para um árduo dia de piscina! Livros, marmita, brinquedos de piscina e braçadeiras, Gopro, capas impermeáveis para os telemóveis... e todos prontos! Basta passar na recepção, onde trocamos os cartões de piscina por toalhas lavadas [o bom que é ter toalhas de piscina lavadas todos os dias!], e escolher as camas onde nos queremos instalar. Por norma, optámos sempre por uma cama dupla ao sol e outra à sombra, para que fosse possível aguentar as horas de mais calor, mas também apanhar sol! Assim, durante o dia íamos alternando em qual delas queríamos estar. 

O dia era 100% passado ali, na cobertura do edifício, entre o estar deitado, ou estar estendido, passando pelas horas esquecidas dentro de água, a nadar, a dar mergulhos, a brincar com os miúdos, ou apenas apoiados num dos extremos da piscina infinita a olhar para a paisagem. Acho que decorei cada casa, cada colina, cada arbusto que ali se avistava, e sim, estar ali, dentro de água, só assim a observar... sabia tão bem!














Ficámos quase todos os dias na piscina até ao pôr do sol, ou como dizia o Daniel: "Até o sol ir-se embora". E que pôr do sol apreciávamos todos os dias. Já tínhamos tudo muitos e muito bonitos nestas férias, em particular no Monte da Cabeça Gorda, mas os do Ecork tinham realmente umas cores exuberantes! O Alentejo tem cores e cheiros únicos!







Saindo da piscina entre as 20h30 e as 21h, claro que pouca energia restava nos mais pequenos, pelo que o regresso à suite era feito devagarinho, visitando mais uma vez as amigas ovelhas, e antes de caírem para o lado tomavam banho e jantavam, para logo se deitarem a ver desenhos animados no iPad, graças à Netflix, que nos acompanhou durante todas as férias!




E tirando duas idas a Évora às compras a seguir ao pequeno almoço ou o dia em que os avós e o ter Gabriel foram ter connosco e jantámos no restaurante, foi esta rotina simples que ocupou os nossos dias durante a fabulosa estadia no Ecorkhotel.

Conhecemos pessoas muito interessantes, fizémos amizades muito engraçadas e que tentaremos manter, e os miúdos também! Havia sempre famílias com crianças por perto, e as crianças são especialistas no que toca a fazer amizades, pelo que era comum ver um grupinho de crianças na piscina a fazer um jogo, ou um concurso de saltos, ou simplesmente sentados a comer gelados. A verdade é que me lembro de ser sempre assim quando era miúda e saía com os meus pais, e agora chegou a minha vez de ver os meus filhos a fazerem o mesmo! Só que, como o Daniel e a Carolina ainda só têm 4 anos, é necessária supervisão, pelo que entre nós e os pais dos outros meninos havia sempre alguém de olho neles, o que fez com que fizemos amizade com outros pais, como o David e a Maria [conheçam-nos aqui], e a pequenina Benedita, que apesar de ainda nem ter dois anos se entendeu lindamente com os gémeos!









Destes dias, guardamos tantas boas recordações! A ausência quase total de horários, a calma e a tranquilidade com que passávamos os dias, os almoços na piscina, os fins de dia, ou até o dia em que ficámos por lá até tão tarde que os miúdos andaram a tomar banho de noite. Os mergulhos constantes, o tubarão martelo. A Vanda e a Marisa do bar da piscina, o staff do restaurante, que nos recebeu diariamente ao pequeno almoço e que num jantar particularmente tardio distraiu estoicamente os gémeos e o Tio Gabriel para que os pais pudessem acabar de jantar, o staff da recepção sempre pronto a uma brincadeira com os gémeos quando eles trocavam as toalhas por cartões ao fim do dia e o contrário todas as manhãs. O staff do Ecorkhotel é de uma simpatia extrema e não se poupa a esforços para agradar aos hóspedes, sejam eles de que idade forem!












E se forem até ao Ecorkhotel, fiquem a saber que por cerca de 30€ mais, podem ter uma suite com kitchenet, o que facilita imenso a organização familiar com crianças e financeiramente compensa muito! Vale a pena o upgrade!

Um hotel 100% kids friendly onde nenhum pai fica envergonhado perante uma birra, e onde andamos sempre descansados com os miúdos. Foram realmente uns dias muito bem passados!! Vou ter saudades.

"Mamã, vamos fazê uma guerra di água?"


Obrigada Ecorkhotel por nos receberem tão bem, e obrigada Odisseias por nos proporcionarem experiências inesquecíveis como esta!

5 comentários:

SL disse...

Olá. Espero que não leves a mal a pergunta, mas estes vouchers que publicas são pra 2 pessoas... como fazes com os filhotes?

Sara Branco disse...

Olá SL! Ficam sempre em camas suplementares, neste caso, ficaram no sofá cama que se encontra nas suites, que sendo de casal permitiu que dormissem os dois. Beijinho

SL disse...

Mas pedes essas camas suplementares na reserva? tenho medo de comprar e depois não ser possivel... e fico com um voucher que não vou usar :( . Este é o meu receio...

Sara Branco disse...

Sim SL :) A forma mais segura, é ligar para o hotel em questão antes de comprar o voucher para garantir que há disponibilidade e que é possível colocar as camas :)

SL disse...

Obrigado. Os teus post deixaram mesmo vontade de arriscar. Bjcas