O momento em que "me saltou a tampa"


Há cerca de 1 semana atrás, partilhei convosco aqui, um pouco do que estávamos a passar com o Daniel nas últimas semanas e que considero ser um dos maiores desafios que passamos enquanto pais. Entender o que causa as alterações nos nossos filhos nem sempre é fácil, e depois de conseguir chegar lá, ainda temos que conseguir gerir os conflitos. A verdade é que há alturas e situações em que as coisas se resolvem e nós ficamos sem saber bem porquê, e neste caso, foi mais ou menos assim.


Fizemos várias conjecturas, explorámos vários cenários, mas a verdade é que continuámos sem a certeza do que efectivamente tinha feito parar os comportamentos agressivos e as birras do Daniel. O importante, foi que passou.

Ontem ao final do dia, voltou tudo, e eu, cansada e sem capacidade de reacção, perdi a calma mais do que gostaria e zanguei-me muito com ele. Foi para  a cama sem ouvir a história, não me despedi dele como habitualmente, e apenas me limitei dar-lhe um beijo na bochecha quando o deitei. Hoje acordou mais calmo, mas eu, mal posso esperar pelo fim do dia, para o ir buscar, abraçar, pegar ao colo, e acreditar que hoje vai ser melhor que ontem!

2 comentários:

Isa disse...

Era bom que tivéssemos sempre a capacidade de respirar fundo e não ficarmos "ofendidos" com as birras deles, mas o cansaço também nos chega e somos humanos. Os pais também fazem birras e nem sempre agem da forma mais adequada. Força para hoje, será melhor de certeza! Beijinhos

SL disse...

tb já tive esta reacção... o meu era um pouco mais velho e no dia a seguir pediu-me desculpa... foi a janela aberta para uma conversa franca de ambas as partes... é acreditar em nós e neles... melhores dia virão, mas não para sempre ;)