Hoje, vivemos num mundo cada vez mais inseguro...


Quando era criança, vivia num mundo cor de rosa, em que tudo era simples, não havia problemas nem preocupações, e acreditava que estava segura para sempre. Os meus pais protegiam-me e sentia-me tranquila. Cresci, tomei consciência do que é o mundo, e percebi que nunca estamos seguros, mas o medo, a insegurança diária, eram praticamente inexistentes. Hoje, à luz dos acontecimentos da noite passada, cada vez mais sinto a insegurança do mundo em que vivemos, e tenho medo de não conseguir proteger os meus filhos e de não os poder ter seguros para sempre. 


Hoje acordámos para mais um dia de terror. Um dia em que capas de jornais e noticiários televisivos dão ênfase ao que se passou ontem em Nice. Hoje acordámos para mais um choque, mais uma tomada de consciência do quão vulneráveis somos. Percebemos a cada ataque, a cada massacre, a cada tragédia, que estamos demasiado expostos. Percebemos que um dia, podemos ser nós. E isso assusta. Muito!

"A Paz no mundo só acontecerá quando houver paz de espírito, e a paz de espírito pela tomada de consciência que todos os seres humanos são como se fossem membros da mesma família, independentemente das suas crenças, ideologias, sistemas políticos e económicos. O mais importante é que para sobrevivermos precisamos de cooperar uns com os outros, tanto à escola dos indivíduos como à escala dos Estados."

Dalai-Lama

Sem comentários: