Ensinar as crianças a partilhar


Se há coisa que o Daniel e a Carolina aprenderam cedo, foi que devem sempre partilhar. Há obviamente situações pontuais em que se chateiam porque querem os dois o mesmo brinquedo, mas são mesmo pontuais, e regra geral conseguem partilhar tudo sem grandes problemas


Esta é uma competência que na maioria dos primeiros filhos só é aprendida quando vão para o colégio, pois até aí, tudo o que têm em casa é deles! Uma das vantagens de ter gémeos é esta! Não há a fase de "filho único", que muitas vezes torna as crianças pequenas um pouco mais individualistas.

Há uns tempos atrás, numa visita de uns amigos lá a casa, andavam os dois a brincar com o Vicente, um amigo que têm desde sempre e com quem se dão muito bem. Quando chegou a hora de ir embora, o Daniel foi ao quarto dos brinquedos, pegou num dos seus bonecos preferidos, e foi dar ao Vicente para ele levar para casa emprestado. O Vicente ficou todo contente, agradeceu, e lá foi com o boneco.

O boneco em questão era um boneco do Carteiro Paulo, uma das figuras que ele mais adora, e que tinha recebido de presente no Natal, a par com outros bonecos de outra personagens da série de animação. Confesso que desta vez até eu fiquei surpreendida com esta atitude! Não esperava que ele conseguisse tomar a iniciativa de emprestar uma das suas coisas preferidas a um amigo! [E claro que fiquei orgulhosa!]

Hoje de manhã, passadas já muitas semanas, lembrou-se do boneco. Podia ter feito uma birra, porque o queria, mas não. Disse com um ar muito calmo, que tínhamos que combinar com o Vicente para irmos brincar à casa dele, e nesse dia trazíamos o Carteiro Paulo porque ele já tinha saudades! 

Alguma coisa estamos a fazer bem na educação dos nossos filhos! :)

Sem comentários: