Porque eles crescem...

Já nem sei onde li este texto, mas sei que quando o li, me fez muito sentido e resolvi guardar. É a nossa realidade de vida, e é nisto que penso em todas as vezes em que o Daniel e a Carolina estão a fazer birras, a portarem-se mal ou a teimarem em fazer tudo o que lhes dizemos precisamente ao contrário. Ainda vamos ter tantas saudades desta fase...

TUDO VAI PASSAR

Eles vão crescer e dispensar nosso colo.
Vai chegar a fase em que os amigos serão mais importantes que os pais.
Que nossas demonstrações de afecto serão consideradas embaraçosas.
Que em vez de querermos que eles durmam, torceremos para que cheguem logo em casa.
Que não se interessarão pelos velhos brinquedos.
Que o alvoroço na hora do almoço, dará lugar a calmaria.
Que os programas em família serão menos atractivos que o churrasco com a turma.
Que dirão coisas tão maduras que nosso coração irá se apertar. 
Que começaremos a rezar com muito mais frequência.
Que morreremos de saudade de nossos bebes crescidos.

Por isso, viva o agora ;) Releve as birras. Conte até 10. Faça cócegas. Conte histórias. Dê abraços de urso. Deite ao lado deles na cama. Abrace-os quando tiverem medo. Beije os machucados. Solte pipa. Brinque de boneca. Jogue à bola. Comemorem. Divirtam-se. Acorde cedo aos domingos para aproveitar mais o dia. Rezem juntos. Estimule-os a cultivar amizades. Façam bolos. Carregue-os no colo.

Faça com que saibam o quanto são amados.
Passem o máximo de tempo juntos.

Assim quando eles decidirem partir para seus próprios vôos, você ainda terá tudo isso guardado no coração . . .