Quem é que toma o pequeno almoço todos os dias?

Fazer uma alimentação cada vez mais saudável, é uma das preocupações que temos quando planeamos as compras lá para casa. Não somos fundamentalistas, mas temos consciência de que os principais responsáveis pela nossa saúde, somos nós, e devemos ter isso em atenção quando decidimos o que comer!


No mês de Outubro, no âmbito do Dia Mundial da Alimentação, a Associação Portuguesa dos Nutricionistas (APN), em parceria com Bebidas de Cereais Nestlé, lançou um conjunto de materiais didácticos sobre a importância do Pequeno-Almoço no contexto de uma alimentação saudável e equilibrada. A Nestlé, marca que tem o compromisso de produzir alimentos saborosos e nutricionalmente equilibrados, presta assim informação nutricional clara para decisões correctas e promove a educação para hábitos e estilos de vida saudáveis.

Dos materiais disponíveis no site da APN,  gostei particularmente do e-book dedicado exclusivamente a esta “pequena-grande” refeição, que inclui informação sobre a composição de um pequeno-almoço saudável, regras para ter em conta na preparação do mesmo e 50 exemplos de pequenos-almoços possíveis. Já dizia a sabedoria popular: "Pequeno almoço de rei, almoço de príncipe, jantar de pobre!", mas atenção, que não devemos seguir esta máxima à risca!

Neste âmbito, a informação sobre a constituição nutricional das diversas refeições do dia tem sido uma prioridade, especialmente o alerta para a importância do pequeno-almoço. Este momento deve incluir alimentos de determinados grupos alimentares como a fruta, fresca e da época, cereais e seus derivados, como o pão ou cereais de pequeno-almoço pouco açucarados, laticínios, como o leite, o iogurte ou o queijo. As bebidas de cereais, produzidas a partir de cereais naturais torrados, são fonte de fibra e não têm açúcares adicionados, apenas os naturalmente presentes nos cereais. São também, por isso, uma excelente opção para incluir num Pequeno-Almoço saboroso e equilibrado.

O Pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia, pois quebra o jejum depois do período de sono. Durante o sono os nossos níveis energéticos baixam e são apenas utilizados para a manutenção das funções básicas do organismo, pelo que é essencial nunca saltar esta refeição para repor estes níveis e assim melhorar o rendimento cognitivo e concentração, evitar a fraqueza e reduzir o apetite para o almoço, contribuindo para uma distribuição alimentar e calórica mais saudável e equilibrada ao longo do dia.

Para obter o máximo potencial dos benefícios do pequeno-almoço, ele deve ser completo, variado e equilibrado, combinando todos os nutrientes necessários ao organismo. Deve corresponder a cerca de 20-25% da energia total necessária para o dia e ser rico em hidratos de carbono complexos e proteínas, e com baixo teor de gorduras.

Podem fazer o download do e-book aqui, e tirar boas ideias para os vossos pequenos almoços saudáveis! Façam como nós, que valorizamos o nosso inicio de dia em família, tomando um pequeno almoço em conjunto!

Sem comentários: