Dos passeios de fim de semana

Mais uma vez, concluímos que regra geral, valorizamos pouco o que temos perto de casa. Hoje, depois de acordarmos sem horários para nada, de ficarmos os quatro na ronha na cama dos pais, de descermos e tomarmos um pequeno almoço de leite frio com chocolate [excepto a Carolina que preferiu cerelac] e croissants com manteiga, arrumámos a casa, e saímos.

Os miúdos tinham a memória fresca em relação às mini bolas de Berlim da Casa Negrito, em Vila Nogueira de Azeitao, onde estivemos no domingo passado a tomar o pequeno almoço com uns amigos, e pediram para ir comer uma bolinha de Berlim. E porque estamos quase de férias, e os fins também servem para fazer de conta que os problemas da semana já não existem, concordámos!
Fomos até Azeitão, comemos a dita bola e bebemos um café, e aproveitámos para passear um pouco a pé. As fontes ao lado do José Maria da Fonseca, cheias de água cristalina, convidavam a quase dar um mergulho, e de facto, pouco faltou! Namorámos uma loja de artigos de ferro, onde uma peça redonda com cerca de 2m de diâmetro, com flores e dois pássaros representados, repousava encostada à parede. Que bem que ficava na parede por cima da mesa do nosso terraço!






De regresso, decidimos que ainda não era hora de voltar para casa. As vozes pequeninas continuam a pedir para "paxear" e de repente a Carolina avistou o Castelo de Palmela e pediu para lá ir! Já lá fomos algumas vezes, mas há bastante tempo que não íamos e eles nem se lembravam. Finalmente notam-se francas melhorias no castelo! A fachada da Igreja de Santiago esta reconstruída e a pousada pintada de novo. Existem ainda obras a decorrer, mas já se encontra uma esplanada em funcionamento, uma loja e um posto de informações turísticas. E a vista... Essa... Continua a mesma! 







Um passeio mesmo aqui ao pé de cada, que nos soube lindamente, e nos fez aproveitar o que de bom temos na terra!



Sem comentários: