Dormir a sesta! Sim ou não?

Se uma mudança de creche é sempre uma coisa preocupante, seja pela mudança em si, pela adaptação, ou pelas novas rotinas, uma mudança de creche para dois pequenos seres de 3 anos é uma coisa preocupante a dobrar! É preocupante para mim, enquanto mãe galinha, que está ansiosa por saber como se vão adaptar, e é preocupante para eles, que já sabem há imenso tempo que vão mudar, que já fizeram inúmeras perguntas, e que estão curiosos mas ao mesmo tempo cautelosos face à mudança. 

Á medida que o dia se aproxima, as conversas vão sendo mais regulares, as perguntas mais objectivas, como que a quererem imaginar um cenário o mais real possível do que lá vão encontrar.

Na semana passada, fui conhecer a nova educadora, responsável pela sala onde eles vão ficar, saber como vão ser as rotinas da sala, hábitos de funcionamento, etc. No global, o funcionamento é bastante semelhante ao que já conhecemos tão bem da creche onde andam desde o 7 meses, as rotinas estão organizadas de forma muito parecida, o projecto educativo segue a mesma corrente educativa. A sala está organizada em 4 áreas distintas [leitura, artes, faz de conta e jogos] e iniciam as actividades pelas 10h. Todas as manhãs são realizadas actividades programadas e conduzidas pela educadora, inseridas no projecto educativo. Depois das actividades, comem fruta e ainda têm ainda tempo para brincar nas diferentes áreas da sala, e são eles que escolhem para onde querem ir. Depois das actividades, vão lavar as mãos e vão para o refeitório almoçar. Depois do almoço vão brincar para o exterior, e ocupam o resto da tarde com actividades na sala, com a devida interrupção para o lanche. 

A maior e mais "pesada" alteração nas rotinas, é que por estarem inseridos numa sala de pré, com meninos dos 3 aos 5 anos, não dormem sesta. Quando a educadora me disse isto, confesso que fiquei [e ainda estou!] apreensiva. Com 3 anos, para mim, ainda é muito necessário que durmam uma sesta. No caso do Daniel e da Carolina, já  conseguem perfeitamente aguentar-se sem dormir, mas quando assim é, e é pontual, ficam muito mais cansados, e o fim de dia é sempre mais difícil e mais propenso a birras. Não estou nada tranquila com essa opção, e o que combinei com a educadora, é que vamos tentar que eles durmam na mesma, pelo menos nos primeiros meses. A ideia será que quando for hora da sesta, eles vão para a sala onde estão os meninos de 2/3 anos, e dormem lá. O que me parece que vai acontecer, é que eles até podem alinhar neste esquema no inicio, mas quando perceberem que os meninos da sala deles não vão dormir, vão começar a dizer que também não querem ir. [A educadora também disse que da experiência dela, que já passou por esta situação mais vezes, será o mais provável]. Não sei ainda bem como iremos gerir isto, mas para já, a minha decisão está tomada, e é de tentar que durmam a sesta!


Obviamente tenho que respeitar as regras de funcionamento da creche, mas na minha opinião pessoal, na sala onde eles vão estar ainda se justificava dormirem a sesta. O colégio tem 2 salas de pré, ambas mistas,  na sala deles predominam os meninos mais novos, e na do lado, para onde vai o Tio Gabriel, predominam os meninos mais velhos. Para mim, era razoável que na sala dos mais novos ainda se dormisse a sesta, e na sala dos mais velhos já não. Para mim, com 3 anos a sesta ainda é essencial para o crescimento deles, para que descansem o suficiente, e para tenham o tempo de repouso a meio do dia para recuperar energias. 

Em última análise, se não conseguir que durmam a sesta, o que sinto é que vou deixar de ter tempo de qualidade com os meus filhos durante a semana, porque vão chegar a casa de rastos, rabugentos e cansados e o pouco tempo que ainda tenho actualmente para estar com eles depois de um dia de trabalho, vai ser completamente absorvido por banhos a correr, jantares e correr e cama, porque não vão ter disposição nem capacidade para mais. 

Fico triste e muito apreensiva com isto. Preocupações de mãe!

3 comentários:

Magda disse...

Oh pá, já tinha comentado e acho que não ficou. Estava a pensar inscrever o meu bebé na creche dos gémeos, gostou de os ter lá?
Nós na reunião de início de ano do meu M votamos a favor ou contra a sesta, ganhou a favor pq só há ia um menino de 5 anos e alguns pais disseram inclusive que sem sesta tiravam os meninos de lá.

Patrícia Bejinha disse...

Sara,

Sesta - a única razão pela qual não ponderei meter a minha filha já na pré (ainda que seja condicional), nem tampouco o farei enquanto ela tiver o ritmo de sesta na escola. Para o ano logo se vê!

Agora acho que vai correr bem e que eles se vão adaptar, e num instante estão a abolir as sestas das suas vidas e começam a adaptar também o seu próprio ritmo a essa quebra que antes tinham.

(Sim, eu exijo que a minha filha chegue à Escola Primária ainda a dormir sestas! - É uma maravilha poder dormir também ao fim de semana, com ela!)

Lena disse...

Isto depende muito das crianças!
Os meus aos 4 anos ainda dormiam sestas de 2h ou mais, mas havia colegas que já não dormiam nada! Na sala dos 5 aboliram a sesta (os meus ainda tinham 4) e eu pedi para eles dormirem pelo menos até fazerem 5 e combinei isso com eles. Correu bem e só retirei a sesta porque a certa altura eles deitavam-se mas não adormeciam e na verdade a auxiliar também não os incentivava a dormir.
Mesmo assim em casa ao fins de semana dormiam nem que fosse 30m , e foi assim até aos 5 anos e meio.
Os primeiros dias sem sesta ficaram sem jantar porque adormeciam logo a seguir ao banho.