Dá que pensar...

Ontem publiquei este post sobre o meu top 5 em matéria de desodorizantes. Entretanto fui alertada para um detalhe, sobre o qual nunca tinha ouvido falar. A existência de sais de alumínio nos desodorizantes, foi recentemente ligada, ainda que de forma pouco objectiva, à incidência de cancro de mama. Nos desodorizantes com acção anti-transpirante, são estes sais os responsáveis por bloquear a transpiração, evitando o suor e os maus odores, o que faz com que a maioria dos produtos no mercado tenham sais de alumínio na sua constituição.

Não sou demasiado alarmista com estes estudos, até porque se pensarmos em tudo o que há no ar que respiramos, nos legumes e frutas que comemos, um pouco por tudo o que nos rodeia, percebemos que é o ambiente que está a aumentar a incidência de determinadas doenças como o cancro. Ainda assim, não ficando demasiado alarmada, pesquisei um pouco sobre o assunto.


Existem alguns estudos que apresentam resultados sobre a absorção do alumínio por aplicação tópica através dos sais de alumínio (cloridrato de alumínio, cloreto de alumínio ou complexos de alumínio-zircónio). Esta absorção apresenta efeitos tóxicos para o organismo humano em determinadas quantidades e  com efeito cumulativo. Ora num desodorizante, com aplicação diária, o efeito cumulativo torna-se bastante expressivo. Apesar disso, as pesquisas ainda não são conclusivas e muito menos consensuais. Mas a abordagem sobre a absorção de sais de alumínio continua a ser investigada, e a sua efectiva influência no cancro de mama aprofundada. 

Assim sendo, e sobre o meu top 5, devo dizer que fiquei surpreendida, pois todos eles têm sais de alumínio! Falta-me apenas confirmar o primeiro, da Vichy, que ainda não consegui confirmar, mas já pedi informação à marca.

Entretanto, como fui ao supermercado, lembrei-me de consultar os rótulos de todos os desodorizantes que existiam nas prateleiras, e com surpresa descobri que, de todos os que existiam à venda, apenas um único, é "aluminum salt free". É da Nívea, que apresenta uma gama bastante completa, mas da qual este é o único sem alumínio. Comprei. Custou-me 3,29€, no Continente, e cheira a Jasmim! Pareceu-me uma boa aposta, e achei que vos devia alertar para esta questão! Eu não fazia ideia, mas já agora, não custa nada ter este pormenor em atenção quando se escolhe que desodorizante comprar.

3 comentários:

Carla disse...

Já tinha essa ideia. E sim, esse da Nivea é quase uma raridade...

Timido disse...

Na Alemanha já se fala desse tema há muito tempo, e por lá há muiita variedade, mesmo nas marcas brancas, de desodorizantes sem alumínio.

Os que usamos lá em casa vieram de lá, porque quando soubemos desse risco também andamos a ver rótulos e chegamos à mesma conclusão que tu...

Sobretudo a maior diferença é que de lá vêm desodorizantes marca DM (uma cadeia de lojas de produtos de higiene) que custam 1.5€, e são igualmente eficazes e sem esse componente... :-)

Cocas disse...

Por não ter alumínio é esse mesmo que uso já á bastantes anos...recomendo!!!!

Beijinhos