#2 Our Pets | Meet Kiko! O novo membro da família!


No domingo de manhã, numa ida com os miúdos ao Parque Infantil, a nossa família cresceu! Adoptámos um melro, que tinha caído do ninho, e que não tivemos coragem de abandonar.


Começou por comer miolo de pão molhado com água, e beber água  pelo meu dedo [está um vídeo giríssimo disto no Instagram]. Levámo-lo para casa, arranjámos uma caminha com uma toalha, para se sentir aconchegado e não ter frio, e fomos alimentando o pequenino. Não havendo de imediato insectos, a opção de alimentação mais viável e acessível, foi mergulhar a comida seca de gato em água, para que amolecesse, e dar-lhe. Gostou! Quanto à água, aproveitei a seringa do xarope do Daniel [que tinha terminado no dia anterior], lavei-a e passou a ser a melhor forma de lhe dar água. O facto é que a adaptação foi rapidíssima! Come bem, quando não quer mais não abre o bico, e passo para a seringa. Assim que a vê, volta a abrir o bico e bebe água até querer. Normalmente, depois de comer, faz [sempre!] uma poia! E de seguida aninha-se, e dorme. 


Na primeira noite em nossa casa, devia estar tão cansado, que cerca das 20h estava a dormir na caixinha onde lhe fiz o ninho e não voltou a acordar a não ser de manhã. Entretanto, colocou-se um problema... se ele come mais ou menos de hora a hora, o que lhe vou fazer durante a semana? A única opção possível foi a que se concretizou... veio comigo para o trabalho! Dentro da caixinha, com os seus apetrechos, e muito bem comportado, passa o dia no parapeito da janela que está ao lado da minha secretária! [Sendo um departamento de Ambiente, ninguém estranha que haja um pássaro bebé resgatado num dos gabinetes].

Ontem ao fim do dia, fui buscar uma gaiola antiga que os meus pais tinham na garagem, e uma provisão de minhocas da criação da minha irmã. [Sim! A minha irmã tem uma criação de minhocas, pois produz húmus biológico para fertilizar as plantas]. O teste às minhocas foi perfeito! Adorou! Haja diversidade na alimentação! A gaiola só a estreou hoje, mas depois de alguns minutos, instalou-se e parece-me que o facto de ver tudo o que se passa à volta lhe agrada!

Em casa anda à solta, por uma questão de segurança, dentro da casa de banho, não vá a Yoga ou o Sushi entusiasmarem-se! Esta noite voltou a dormir muitas horas, e ficou aninhado no mesmo cantinho até cerca das 8h da manhã! 

A evolução tem sido grande, o facto de estar bem alimentado faz com que esteja mais energético, e ainda à pouco dei com ele a tentar empoleirar-se no poleiro da gaiola. Saltava para o poleiro, equilibrava-se, voltava-se para o outro lado, voltava a saltar para o ninho!

Hoje foi à creche! A Carolina e o Daniel já o baptizaram de Kiko, e quiseram levá-lo para os amigos verem como é fofinho! Saiu da gaiola, os meninos ficaram todos sentadinhos enquanto eu o alimentei para eles verem. No final teve direito a muitas festinhas de muitas mãozinhas pequeninas deliciadas com o que que viram! O Daniel, quando achou que já chegava, esticou-se, agarrou nele, deu-me e disse: "Já tá mamã! vai pó teu tabalho!" - Nada de abusos, que gosta que os amigos vejam o Kiko, mas sem exagerar!


Já lhes expliquei, que quando o Kiko crescer, e aprender a voar, se ele quiser vamos ter que o deixar ir embora, para ir procurar o papá e a mamã dele e viver em liberdade. Entenderam perfeitamente, e hoje de manhã, a caminho da creche, a Carolina disse com um ar muito compenetrado:

"C - Mamã, o Kiko não tem mamã.
Eu - Pois não filha
C - E nem papá...
Eu - Pois não!
C - Agora o Kiko tá aqui, com nós, é da nossa família, pois é mamã?
Eu - Sim filha! Agora o Kiko é da nossa família!"

E assim, a nossa família cresceu! Agora somos 4 + 3!

Sem comentários: