Dizem que há sinais de retoma. Eu lamento, mas não vejo nada!

Por todo o lado se lê e se ouvem conversas sobre a retoma! Dizem que a crise já lá vai, ou pelo menos a pior fase. Eu não consigo ver onde estão esses sinais!

Olho à minha volta e vejo 99% das pessoas que me são próximas com muitas dificuldades económicas. Leio as noticias e só vejo coisas assustadoras. Pessoas que se passam e cometem atrocidades como matar a família e matarem-se de seguida, pessoas com esgotamentos nervosos, situações de famílias sem água, luz, gás, porque não conseguiram pagar as contas. Chega o dia de se começar a entregar o IRS e nesse mesmo dia, pelo menos 4 pessoas com quem falei, comentaram comigo que precisavam do reembolso do IRS para pagar contas incluindo o IMI. Eu sou uma dessas pessoas! Tenho o IMI em atraso, e nem é a 1ª prestação deste ano, é a ultima do ano passado! Ao submeter a minha declaração de IRS sou informada de que tendo dividas fiscais em meu nome, corro o risco de que o meu IRS seja processado sem benefícios fiscais. Ou seja, podem não me reembolsar de tudo aquilo a que tenho direito.

Um amigo meu, passou no ano passado numa portagem, pela via verde, sem identificador. Não ia no carro dele, mas num carro alugado, pois o dele estava na oficina. Recebeu agora uma multa das finanças para pagar uma fortuna por isso! A portagem custava menos de 3€ e as multas e juros são de tal forma, que davam para mais de1 ano de portagens.

Um dia destes ao ler as noticias, deparei-me com esta noticia. E confesso que fiquei em choque! Porra! Mas que merda de país é este!? Isto tirou-me verdadeiramente o sono! Nessa noite, às 3h da manhã, estava acordada às voltas na cama a pensar na vida! A pensar na merda de vida que somos obrigados a levar, porque os nossos governantes não têm tomates para tomar decisões!

Vejo pessoas que, como eu, pensam em como farão se um dia o carro da família der o berro, porque sabem que não vão ter como fazer face à despesa de reparação, sabem que ele precisa de parar e de ser reparado [tão somente porque tem problemas de desgaste normal devido à idade e aos km's percorridos]. Pessoas que sabem que se ficarem sem carro, ficam sem forma de chegar aos seus empregos.

Toda a gente deve dinheiro a toda a gente, porque não tem forma de receber o ordenado [quando há trabalho e há ordenado] e pagar todas as suas contas. No país onde nasci e cresci, aprendi que ser honesto e ter valores, passa por ter as contas em dia, por poder andar na rua de cabeça erguida porque não se deve nada a ninguém, por deitar a cabeça na almofada e dormir descansado sem ter 1001 pensamentos às voltas para tentar esticar o dinheiro que não estica. Onde está esse país?

Já desisti de ver noticias há muito tempo, mas de cada vez que resolvo ver, vejo desgraças. É certo que a comunicação social tem alguma tendência para "explorar a desgraça alheia", mas é isso que vende, e se vende e está nas noticias, é porque existe.

E aos nossos governantes, deixo uma sugestão que provavelmente já muita gente deixou: tentem viver uma semana apenas, "na pele" de um cidadão normal, que paga impostos, tem contas fixas que cada vez são mais pesadas, em alguns casos vencimentos que são cada vez mais pequenos, e não tem como encher o frigorifico, pagar as contas todas a horas, pagar a tonelada de impostos que lhe é imposta. Não vos dava 2 dias, sem que fugissem a sete pés! Por isso parem, ponham a mão na consciência [se é que a têm], e vejam a merda que vai por este país fora! Foi para isto que se candidataram?

[Só me espanta como é que ainda não apareceu nenhum "maluco" de cabeça perdida, a pôr uma bomba ou a desatar aos tiros na assembleia da República. Resolvia logo isto de uma vez e fazia um favor à população]


2 comentários:

Nina Mota disse...

Tb eu ja tinha pensado nisso, como ainda ninguém se passou da marmita!?
Concordo ctg, os nossos governantes não teem é nada entre as pernas, o povo que se amanhe com o que tem ou não. Para eles, só os seus umbigos interessa, o povo que passa fome, que não consegue pagar suas contas, que não consegue nem dar o mínimo aos seus filhos, não lhes tire o sono, não existe reflexão sobre as medidas drásticas adoptadas.
Tal como tu não consigo encontrar/ver, a essência de Portugal, só desgraças e tristeza, nada mais!

Definitivamente São Dois disse...

É triste olhar à volta e sentir este desalento Nina Mota... Beijinho