WOW que me doem as cruzes!

Não é segredo para quem me segue, que gosto de desporto! Quem me conhece há mais anos, faz sempre aquela piada sobre as minhas fugas das aulas de educação física, os atestados médicos para me baldar a isso no 10.º ano [que me valeram trabalhos teóricos secantes para ser avaliada], e a preguiça lactente sempre alimentada de forma a que quanto menos me mexesse, melhor! [e espero que o Professor Rodrigo ou o professor Sousa não sigam o blog!!]

Até que um dia, algures há uns 9 anos atrás, após uma fase de tratamentos de fisioterapia para as minhas dores nas costas [coisa que anda novamente a atacar-me de uma forma, que tenho dias em que basta respirar fundo para ter dores!], ouvi o meu fisioterapeutra da altura dizer-me que, ou fazia fortalecimento muscular, ou a minha coluna não ia aguentar! Isto nem sequer falando de uma gravidez, porque aí então, estava completamente tramada com a falta de estrutura de suporte que tinha. E eu, fiquei com aquilo a ecoar-me na cabeça, e muito a medo, lá me fui inscrever num ginásio. 

No ínicio tenho que confessar que ir ao ginásio era um sacrificio! Eram mais os dias em que não me apetecia ir do que os que tinha vontade. Mas lá me fui obrigando, e o facto de ir com companhia, nos primeiros tempos, fez toda a diferença. Com o passar do tempo fui-me habituando, e quando dei por mim... já gostava!

Fui experimentando cada vez mais modalidades, e comecei a habituar-me de tal forma à prática de exercício físico, que nunca mais parei! Até que, soube que estava grávida de gémeos. A médica, apesar de ser uma praticante assídua, achou prudente que parasse durante a gravidez, que foi de risco desde o primeiro momento. E eu parei. Parei na gravidez, e continuei parada depois do parto. Primeiro porque estava de licença, e estava em casa com dois bebés, mais tarde porque preferi sempre estar mais presente na vida dos meus filhos depois do trabalho, do que trocar tempo com eles em prol de um ginásio.

Tentei fazer desporto sozinha, começando a correr, mas ainda nunca consegui insistir o suficiente para começar a gostar de correr, pelo que, corro pouco! Outra coisa que experimentei foi contratar um PT, e marcar treinos para uma hora que não interferisse com as rotinas dos miúdos. Mas, gradualmente, comecei a ter uma vida profissional cada vez mais densa, a ter necessidade de desmarcar treinos, e acabei por perceber que não era viável continuar. Até que, numa visita ao Alegro de Setúbal, descobri completamente por acaso, que ia abrir por lá um Fitness Hut, e que as condições de acesso para sócios fundadores eram bastante apelativas! Inscrevi-me na hora! 

Fui entretanto convidada para participar num desafio para bloggers, no clube dos Olivais, que se realizou na semana passada. Como ainda nem sequer conhecia nenhum dos clubes do grupo, e como ando desesperada pela abertura do clube de Setúbal [e porque gosto de um bom desafio], aceitei!

O desafio consistia num treino chamado WOW -  WORKOUT OF THE WEEK.  Um desafio que utiliza uma série de movimentos explosivos, que visam queimar gordura e atingir uma excelente performance. Os resultados são alcançados porque a formação de energia move-se pelo corpo mais rapidamente, devido ao uso moderado de cargas com um certo grau de dificuldade e às variações de exercícios. As contracções musculares sentidas fazem com que haja um maior impacto sobre a taxa metabólica. Depois dos 30 anos de idade, começamos a perder fibras musculares e o metabolismo fica mais lento. Por isso, devemos continuar a estimular as fibras musculares de contracção rápida com treinos WOW. Além disso, devemos realizar exercícios de força de alta intensidade durante e imediatamente após o treino.

É fundamental ter variações dos movimentos essenciais (lunges, dips, rows, kippings, burpees, etc), pliometria (boxs) e H.I.I.T. (treino intervalado de alta intensidade). Nos WOWs  testamos os nossos limites e vamos gradualmente aumentando a carga (sandbag, kettlebel, vipper, coletes).

Este método de treino WOW, é inspirado na “Magia” do Movimento, onde todos os Exercícios são baseados em acções funcionais (como empurrar, puxar, saltar, agachar, girar, lançar, entre outros). Não existe um estudo que comprove o número de calorias gastas, mas aceitar este desafio, finalizando os exercícios semanais no menor tempo que conseguirmos, trará bons resultados. O melhor resultado diário permanecerá no quadro WOW presente no ginásio HUT e será o “alvo a derrubar” no próximo dia. 
O WOW pode ser praticado por qualquer atleta. O Fitness Hut não esquece os sócios(as) que são mais fãs do Ginásio do que das Aulas de Grupo, assim semanalmente convida todos os sócios a participar num desafio especial WOW - WORKOUT OF THE WEEK. Uma coisa é certa, quando o clube de Setúbal abrir, eu vou realizar pelo menos um desafio por semana!

Senti-me bem depois de treinar como já não sentia há imenso tempo, e claro que, nos dois dias seguintes, tudo me doía! Mas era isso que era suposto, não era? É sinal de trabalho!

Relativamente às instalações, tenho que confessar que fiquei surpreendida pela positiva! As instalações são excelentes, e tem um dos melhores balneários que já vi! Enorme, com todas as condições e mais algumas, e com várias áreas distintas. Na prática, é fácil para quem é mais envergonhado, encontrar uma zona com menos gente para se despachar. Não me importo nada de me despachar em frente a quem está nos balneários, mas claro que prefiro um balneário espaçoso, a  um onde estamos todos em cima uns dos outros! [e pela minha experiência, a maioria dos balneários são pequenos para o número de pessoas que os frequentam!] Adorei, e fiquei ainda mais ansiosa por re-começar a minha saga de ginásio! [e entretanto inscrevi também o marido!]

Querem ver um pouco do nosso WOW? Deixo-vos algumas das fotos do evento! Obrigada ao FITNESS HUT pelo convite, à querida Viviana pelo treino, e aos restantes participantes pela companhia! Foi um treino e pêras! 










Sem comentários: