Mercadito da Carlota - Um desafio que decidimos agarrar!

Há quase dois meses atrás, recebemos um convite para participar na decoração do Museu da Carris, para a realização de um evento que toda a gente já ouviu falar: O Mercadito da Carlota. Começámos de imediato a trabalhar, em parceria com a Save the Date, pesquisando ideias e criando um album inspiracional no Pinterest, com as temáticas que nos foram propostas. 
O passo seguinte, foi conhecer e estudar o espaço. O Museu da Carris é um espaço giríssimo, que não conhecia e deixo já a dica: vale a pena visitar! O mercadito iria ocupar as 2 naves principais, duas salas amplas, com o pé direito tipico das construções industriais, o que exigia uma decoração bem imaginada, que causasse impacto e não se perdesse no meio de tanto espaço. 
Fizemos inúmeras visitas ao espaço, passámos imenso tempo sentados nos eléctricos pura e simplesmente a olhar à volta, a imaginar, a tirar medidas, a discutir ideias. As ideias iniciais foram progredindo, evoluindo, e o que idealizamos só ficou completamente decidido a cerca de duas semanas do evento! 
Passada a fase de planear, chegou a fase de executar! Uma das coisas que decidimos fazer, foi pendurar nuvens no tecto. Umas montadas em mobil, outras soltas, a ideia era criar movimento, com nuvens feitas em material leve e penduradas a diferentes níveis, que a própria deslocação do ar fizesse balançar, e transmitisse a tranquilidade de um quarto de criança. Decidimos que o material mais adequado, seria o cartão alveolar. Desenhámos o layout das nuvens, em diferentes tamanhos, construímos os moldes, e deitámos mãos ao trabalho! Foram muitas horas de x-acto na mão, muitas horas a desenhar, cortar, aparar, furar. Muitas nuvens brancas, leves, suaves, preparadas para pendurar com fio de nylon, e criar o nosso ambiente.
Em paralelo foram construídos pela Ana, os mobil onde iriam ser fixadas algumas das nuvens, foram procurados e adquiridos os chapéus de chuva transparentes, onde foram pendurados pompons de papel, e gotas de chuva em feltro, em cores clarinhas. Decidimos o que íamos pendurar onde, distribuímos os elementos pelo espaço, e começámos a programar as montagens a partir de 5.ª feira 23. Sabemos bem, que há SEMPRE alterações de ultima hora, e claro que desta vez não foi diferente!

Já mais perto da data do evento, houve necessidade de restruturar a distribuição das decorações, para que a entrada no Mercadito - feita por uma tenda, que foi instalada na entrada do museu e que passou a ser a entrada principal para o evento, tivesse mais expressão, e causasse impacto logo à chegada! Voltámos a estudar as opções, a adaptar as ideias que já tinhamos desenvolvido, a alterar o modo de fixação  de algumas das estruturas, e avançámos!
No dia em que começámos as montagens, houve decisões a tomar, e mais adaptações a fazer! Uma coisa é aquilo que idealizamos e imaginamos, e outra completamente diferente é a aplicação e execução das ideias! Foram muitas horas de grua hidráulica, escadote, fio de nylon, montagens e adaptações. Foram muitas ideias que tínhamos na cabeça mas que não eram exequíveis face ao espaço e aos pontos de apoio disponiveis. Muitas tentativas diferentes até chegarmos ao que finalmente se traduziu num resultado final que enchesse as medidas!
Saímos de lá na véspera, cerca das 19h, com a sensação de dever cumprido, e com a ansiedade de saber como iria correr o dia seguinte. O evento foi um sucesso, com tantos visitantes, que a Fernanda tomou a decisão de que o próximo terá mesmo que ter dois dias! A decoração resultou muito bem, e as fotografias do Ricardo Silva comprovam que o ambiente esteve um must! Podem ver tudo sobre o evento, aqui.
 
Gostámos muito de trabalhar neste projecto, e em particular, gostámos de receber o feedback de quem por lá passou, e elogiou o nosso trabalho. Nunca tinhamos feito nada semelhante, foi um novo desafio que decidimos abraçar, e que nos deu imenso gozo. Obrigada!
 

Sem comentários: