A primeira noite sem filhos! (e uma celebração!)

Já passou uma semana, e andava aqui com este post às voltas sem ter tempo para o terminar! No dia 8 de Outubro, fizemos 4 anos de casados. Já tínhamos decidido que queríamos aproveitar a ocasião para passar a nossa primeira noite sem filhos, mas a coisa não andava nada fácil, e estivemos prestes a desistir da ideia. Eis que, fomos surpreendidos por uma amiga, que fez questão de nos oferecer uma estadia para esta celebração... (Nunca te vou agradecer o suficiente Cat!). A logística com os miúdos foi muito difícil de organizar, e embora o presente incluísse duas noites, só conseguimos usufruir de uma delas. Assim, para tentar optimizar o proveito que íamos tirar desta mini escapadinha a dois, resolvemos sair de casa na véspera à tarde, depois de ir buscar os miúdos à creche. O destino: Montargil! 

Cerca de hora e meia de caminho, uma paragem num café de bomba de gasolina já quase a chegar ao destino, e eis que chegámos ao CS Hotel de Montargil. Já conhecíamos o hotel, onde já tínhamos estado a quatro, mas que não usufruímos devidamente pois o Daniel adoeceu no primeiro dia. Na altura contei-vos tudo aqui.
Depois de devidamente instalados, preparámo-nos para um jantar a dois no Restaurante "A Panela", o restaurante à la carte do hotel. A mala foi preparada tão à pressa, que no final, não fiquei 100% satisfeita com que tinha levado para vestir e calçar, mas dado que tinha alternativa zero, foi o que ficou! Vestido da Mango, da colecção de Outono Inverno do ano passado, botins da Natura, da colecção deste ano, e acessórios diversos. Maquilhagem simples só para dar um bocadinho de colorido, e lá fomos nós!
Escolhemos duas entradas, dois pratos e duas sobremesas, e partilhámos tudo! Assim conseguimos provar mais coisas! Começámos com Creme de cogumelos mistos com maçã salteada e pó de presunto (que já conhecia e sabia que era delicioso!) e com Ovos mexidos com farinheira e espargos, paio de porco preto sobre tibórnia.












De seguida, Filetes de robalinho, migas de tomate e poejo, e Supremos de Garoupa com corsta de alheira e malandrinho de coentros. Estava tudo delicioso, e foi devidamente acompanhado com um Quinta da Rigodeira de 2007.


Para terminar, duas sobremesas, cujos nomes não me recordo integralmente, mas que metiam presunto de chocolate com amêndoas, e migas de ovos com gelado de frutos do bosque... e que eram ambas deliciosas!












Terminado o jantar, estivemos ainda um pouco numa das salas do hotel, e regressámos ao quarto!
Na manhã seguinte, levantámo-nos perto das 10h, o que é um luxo do qual já não tinhamos memória. Sabe bem acordar devagar, ao nosso ritmo, sem ter pressas para mudar fraldas, dar leites, despir e vestir... sem ter birras, pequenas disputas por brinquedos, colos... só nós! Despachámo-nos em 5 minutos, e fomos tomar o pequeno almoço! Outro pequeno luxo do qual não tinha memória, é o de tomar um pequeno almoço tranquilo, num ambiente relativamente calmo, e acima de tudo... sem ter que o fazer! Entrar num sala onde há uma imensidão de coisas boas prontinhas a comer, faz com que coma um pequeno almoço sensívelmente 4 vezes maior do que é habitual. Composto por coisas que raramente faço em casa, mas que sabem excepcionalmente bem, porque estão ali, à mão de semear. Confesso: sou completamente doida por pequenos almoços de hotel! Se pudesse, pelo menos uma vez por semana tomava o pequeno almoço num hotel!
Perdi-me entre croissants, compotas, queijo e fiambre de peru, pãezinhos com chocolate, ovos mexidos, iogurtes com frutos secos e compota de abóbora (a minha favorita!)... café com leite, sumo natural, e para terminar, um nespresso!
De barriga cheia, passámos no quarto, e decidimos sair. O sol estava envergonhado, mas ainda conseguia levar a melhor à chuva, por isso, apesar de tudo, estava o tempo perfeito para passear. 
Saímos com a intenção de correr, mas acabámos por fazer apenas uma caminhada. Passeámos junto das villas do hotel (que me deixaram a suspirar pelas suas maravilhosas piscinas privativas viradas para o lago, e a sonhar com umas férias ali!), descemos até à beira da água, e fizemos um trilho sempre junto à beira do lago. O Sol estava quente, passámos um bocado sentados a usufruir do calor que emanava, da paisagem, da tranquilidade, do silêncio... a imaginar que estávamos ali por mais do que apenas algumas horas.

Depois do passeio, regressámos ao hotel, passámos no quarto para mudar de roupa, e fomos até ao SPA. Passámos o tempo que nos restava entre as piscinas aquecidas com percursos de jactos, jacuzzis, camas de relaxamento... uma canseira!
Terminámos esta nossa escapadinha com uma snack/almoço rápido no quarto, seguido de um duche rápido, malas feitas, e regresso a casa, que tínhamos duas crianças pequenas à nossa espera!

Desta pequena escapadinha, fazemos o seguinte balanço:

1. os miúdos não se chatearam nada por não estarem conosco por uma noite, embora fizessem uma enorme festa quando nos viram de novo;
2. Nós, eu em particular, temos que reaprender a não estar sempre a pensar neles, e a voltar a pensar em nós;
3. Dormir uma noite fora de casa, com uma rotina diferente e num sitio diferente, faz maravilhas...
4. Montargil, e em particular o hotel onde estivemos, é um sitio perfeito para uma escapadinha destas! Fica suficientemente perto e suficientemente longe. Tem umas instalações que permitem efectivamente relaxar, e um SPA que nos deixou com vontade de voltar.

Por isso, concluímos que o que nos apetecia mesmo, era ter uma saidínha destas assim com uma certa frequência... não diria mensalmente, mas vá... trimestralmente! Mas do apetecer ao poder vai uma distância gigante, e por isso, vamos revendo as fotografias que tirámos, fechando os olhos, e imaginando que estamos lá!

Sem comentários: