A super mulher

A super mulher também cai. Anda sempre a sobrevoar o mundo. Anda sempre a acudir a todos os necessitados. Anda sempre a intervir em tudo o que acontece e que precisa de intervenção à volta dela. Anda sempre a 1000 à hora. Anda sempre a "apagar" todos os fogos. Anda sempre a trabalhar em várias frentes. Anda sempre, sempre, sempre...

Anda sempre a sobrevoar o mundo e um dia a capa rasga-se numa corrente de ar, e a super mulher cai.

E como todas as super mulheres, quanto mais alto voa, maior e a queda. 

A super mulher caiu, mas vai-se voltar a levantar! Cozemos a capa e esperamos que a tempestade passe, e que ela consiga novamente levantar voo. Devagar e com cuidado, mas vai levantar voo! E cá de baixo, quando a virmos passar, acenamos e ficamos a segui-la com o olhar, à espera que a capa aguente, e que não a volte a deixar cair!

Sem comentários: