Luz ao fundo do túnel

Importa dizer, que este post começou a ser escrito na 5a feira da semana passada.

Esta noite dormi 3 horas! Ontem, saí do trabalho número 1 e fui a voar para o trabalho numero 2. Por volta das 18h, interrompi o trabalho para ir buscar os miúdos, dar banhos, jantares, deitar... e cerca das 22h já estava novamente a trabalhar! Os sogros ficaram a tomar conta dos miúdos, que ficaram a dormir quando saímos de casa, e nós fomos trabalhar pela madrugada dentro.
 
Hoje acordei às 7h e pouco, com o Daniel a chorar. Acordou mal disposto, gritou, chorou, esperneou... sem motivo aparente! Parece que voltámos às birras... A nossa força para sair da cama já era pouca, mas a força para aturar birras era nenhuma, e depois dele ter acordado a irmã com a choradeira, acabou a ficar na cama dele sózinho até se calar.
 
Tomámos o pequeno almoço, vestimos e despachámos, e saímos. O pai ficou no atelier, e eu vim com eles em direcção à creche. Pelo caminho passámos por um camião TIR com 2 atrelados, da Coca Cola. A decoração vermelha e branca, apenas com as letras e uma garrafa. O Daniel disse logo que era um camião de água. Corrigi-o e ensinei que aquele apesar de ter uma garrafa, era da Coca Cola - coisa que não fazem a mínima ideia do que é! Repetiram baixinho: "camião... cocacola..." ganharam confiança com a nova informação, e quiseram contar ao pai! Telefonámos, e contaram ao pai, em alta voz, que viram o camião da coca cola! E seguimos!
 
Quando chegámos à creche, ficaram muito decepcionados, porque não viram os meninos a brincar na rua. Saímos do carro, e afinal lá estavam eles, na lateral, à sombra, a brincar! Ao longe, pendurado da janela do refeitório, o Leo avistou-os e gritou: "Carolina! Olha a Carolina!". Entrámos e foram ter com a Sofia e com os meninos. Deram beijinho, disseram até logo, e ficaram felizes!
 
Quanto a mim, dirigi-me para o escritório pela ultima vez antes das férias! Estacionei, passei a portaria, com muito sono mas com mais ânimo do que o habitual. Hoje até o cão se mostrou simpático, e por uma vez, não me ladrou! (Sim! Há um cão protegido na portaria do edificio onde eu trabalho - o dentinho, que me odeia! Já tentei até trazer-lhe comida, e nem assim... ladra-me sempre, com uma ar furioso, como se alguma vez lhe tivesse feito mal!). Cheguei ao meu gabinete, e na minha secretária encontrei uma surpresa! Um pacote de pastelaria, com um post-it: " Feliz ultimo dia de trabalho :) hehe" Sorri, e pensei como é bom quando algumas das pessoas com quem trabalhamos, são mais do que apenas colegas!
 
Respondi emails, despachei a papelada que restava na minha secretária, li as notícias do dia, acabei todo o trabalho que tinha pendente. A ultima coisa que fiz foi activar o assistente de ausência do escritório do outlook. Despedi-me dos colegas, e saí! 

(Daqui para a frente foi escrito hoje!)

Na sexta-feira da semana passada, a minha tarde voltou a ser passada a trabalhar. Os avós voltaram a ficar com as crianças depois de as ter ido buscar à creche, e eu fui ter com o papá para acabarmos a decoração de uma loja, cuja imagem foi criada por nós e a decoração ficou a nosso cargo, para que pudesse abrir na manhã seguinte. Foi uma noite longa, e quando cheguei a casa corri para o quarto dos meus filhos para os cheirar, para os sentir, para os aconchegar.

Com muito cansaço acumulado, chegou o fim de semana. O sábado foi passado devagar, e no domingo fomos ter com os avós e o Tio Gabriel, ao campo, onde tanto gostamos de estar. Passou a voar!

Chegou a 2a feira, e apesar desta semana ter sido decidida como a semana em que íamos ter tempo apenas para nós os dois, isso não aconteceu! O trabalho não parou, e se vamos ter a empresa fechada duas semanas, tivemos que o agarrar! Assim sendo, os dias têm sido divididos apenas entre levar os miúdos à creche, trabalhar, ir buscar os miúdos à creche, despachar a malta e as coisas da casa, dormir (pouco).

Amanhã é o nosso ultimo dia de trabalho! Promete, pois há muito para fazer, mas haverá de passar. Só depois disso pensamos em malas, em viagem, em ferias. Há luz ao fundo do túnel!

Sem comentários: