Como boicotar um fim de semana muito desejado?

A verdade é que tinha este post meio escrito há séculos, mas ultimamente a falta de tempo e o cansaço, têm mesmo deixado pouca energia para escrever sobre tudo o que está pendente. Hoje estou a aproveitar a sesta, e a emissão da Volta a França (que o pai não perde nem por nada!) e vim tentar adiantar a escrita!

Em Novembro do ano passado, fui convidada para assistir a este Workshop, subordinado ao tema "Dê vitaminas à sua família". O Workshop realizou-se no CS Vintage Lisboa Hotel, e como cortesia, o grupo CS ofereceu um voucher, para uma estadia de duas noites num dos seus hotéis. Escolhi o CS Montargil, pela localização previligiada, por ser suficientemente perto, e porque me pareceu a melhor aposta para um primeiro fim de semana a dois após o nascimento dos miúdos. (Sim! Nunca passámos uma única noite a dois desde que eles nasceram, e eu nem sequer passei uma única noite longe deles - o pai já, por motivos profissionais, mas eu não).

O voucher ficou este tempo todo guardado, e confesso que fomos adiando a marcação, para tentar arranjar coragem para os deixar. Não encontrámos essa coragem, e acabámos por decidir ir os quatro! Contactei o hotel, para saber se tinham caminhas de bebé, como procediam para as colocar no quarto, e houve total disponibilidade para colocar duas camas no nosso quarto, sem qualquer custo. (Logo neste telefonema, ganharam pontos!)

Marcámos um fim de semana no início de Junho, altura em que pensámos que o tempo já estaria suficientemente bom para aproveitar as piscinas, para passear a pé, para respirar ar puro! Desde a marcação até à data marcada, andámos ansiosos! A ultima vez que estivemos num hotel, estava eu grávida de umas 7/8 semanas, e foi um fim de semana a dois em Sagres (fabuloso, por sinal!) ou seja, há mais de dois anos! Estava mesmooooo a apetecer-me esta escapadinha!
A data chegou, fizemos as malas, e a uma sexta-feira depois da sesta, partimos. Chegámos a Montargil ao final da tarde. Ainda com luz suficiente para apreciar a exuberante vista da varanda do quarto, sobre as piscinas, com o Lago ao fundo. Instalámos-nos, ficámos um pouco na varanda a entrar no mood relax... E fomos dar uma volta pelo hotel para conhecer as instalações. 


Piscinas são mais que muitas! Bem debaixo do nosso nariz, uma enorme, de onde saem uns jactos de água, que só de ver me apetecia enfiar as costas lá de baixo e esperar que a massagem da água fizesse milagres pelas dores que me acompanham permanentemente (fruto de duas crianças já pesadotas, que ainda querem muito colo, por vezes ao mesmo tempo, em particular quando se trata de subir os três andares de escadas que separam a rua de casa!). Mais abaixo mais piscinas... Todas com o enquadramento maravilhoso do verde, e do lago. Há ainda uma piscina interior, mas no fim de semana em questão estava em manutenção pelo que só a vimos de fora.
Há um bar, que serve snacks, e o restaurante, onde resolvemos jantar, pois percebemos que os miúdos já estavam cansados, já não era nada cedo (para eles), e sair para procurar jantar poderia comprometer a capacidade de comerem sem birra. Como fomos cedo, para os horários dos adultos, a sala estava quase por nossa conta, e mesmo quando os tons de voz dos miúdos se elevavam, apenas havia sorrisos dos empregados simpáticos. A comida era bastante boa, embora o que pedimos para os miúdos sobrasse, porque comeram a sopa e resolveram encher-se de pão! Quanto a nós, fiquei apaixonada pelo creme de cogumelos (adoro cremes de cogumelos e este vinha muito bem apurado!), e gostei muito da particularidade de oferecerem a rolha do vinho a quem o prova! 
Depois do jantar regressámos ao quarto, para vestir pijamas e deitar dois miúdos ensonados. Aqui, estava a nossa primeira preocupação. Os nossos filhos dormem sozinhos no quarto deles desde os 3 meses. Nunca são adormecidos, pelo que a nossa presença no quarto, perturba a rotina. Assim, decidimos que o melhor era deita-los, e ir ler para a varanda. Despachamo-nos todos, e deitámos os miúdos, mas antes de sairmos, esticámo-nos na cama só por um instante... E percebemos que se calhar o melhor era aproveitar e deitar cedo! Coisa que nunca fazemos! E assim foi! 

Ao contrário do que receámos, dormiram bem e sem sentir que a nossa presença alterasse a rotina. Pelo menos... Até amanhecer! Quando o sol nasceu, a luz entrou no quarto, e começaram a despertar. Claro que, da primeira vez que abriram os olhos para se virar e viram que nós estávamos ali ao lado, puseram-se em pé e ouviu-se:
" - Olha! Mamã, papá..."
E escusado será dizer, que acabaram os dois na nossa cama! Felizmente a cama era enorme, e por isso foi mais fácil gerir os quatro no espaço disponível do que cá em casa! Importa dizer, que as almofadas da cama, eram qualquer coisa! Eu sou esquisita com as almofadas, mas estas eram da consistência, densidade e tamanho perfeitos! (Apeteceu-me trazer uma na mala!)

Após uns minutos de ronha, saltaram da cama. A excitação de um sítio diferente era imensa, sabiam que havia uma "paia" (palavra que na gíria deles serve para praia e piscina), e começaram a pedir pão e bolacha! 

Levantámo-nos, e fomos vestir e despachar para sair para o pequeno almoço. Quando eu estava a lavar os dentes, o Daniel veio agarrar-se às minhas pernas, e eu pus a mão na cabeça dele, fiz uma festa, e quando a mão tocou a nuca... Gelei! Senti uma protuberância... Que reconheci de imediato:
"- Amor... O Daniel está com varicela!"
E estava mesmo! A irmã tinha tido duas semanas antes, e ele começou precisamente NAQUELE fim de semana. Apeteceu-me chorar... Confesso que desanimei... Mas o que fazer!? Telefonei ao pediatra, que mandou comprar zovirax e começar a dar assim que possível, e fazer exactamente o mesmo que fizémos com a irmã. 
Fomos tomar o pequeno almoço e saímos para procurar a farmácia e comprar os medicamentos necessários. 

Face a isto, foi preciso um plano B, pois o plano A era passar o tempo de molho nas piscinas e ao sol, e foi impossível de concretizar. Ficar no quarto estava fora de questão, até porque a piscina estava mesmo ali ao lado, e explicar aos miúdos que não podiam ir ao sítio que lhes prometíamos há umas semanas, e que tinham visto assim que chegaram, com esse sítio debaixo do nariz... não era nada fácil. Por isso, optámos pelos passeios de carro, e fomos até Mora, conhecer o fluviario. Depois de conhecerem o Oceanário, o que viram ali já não despertou tanto interesse, mas gostaram bastante e apreciaram a visita. O ponto alto foi a alimentação das lontras, que fazem juz ao seu nome e devoram o que lhes aparece à frente, e a raia que se esfregava nas mãos dos visitantes para receber festas!
Depois da visita, fomos almoçar, e regressamos ao hotel para a sesta. Os miúdos adormeceram na nossa cama, e nós aproveitamos para ir para a varanda trabalhar um bocadinho.
Ao fim do dia fomos até Ponte de Sôr, ter com amigos, passeamos juntos, os miúdos brincaram, e acabámos todos a jantar num restaurante da terra onde nos serviram à boa maneira Alentejana! 

Nesta altura a varicela já tinha alastrado, e o Daniel já estava incomodado com as borbulhas, pelo que começou a ficar rabugento. Chegámos ao hotel, tomámos todos banho e fomosmpara a caminha! A noite foi péssima, com o Daniel a chorar e a queixar-se, na nossa cama... A irmã dormiu mal incomodada com ele, ele dormiu mal incomodado com a varicela, e nós... Enfim... Escuso de dizer que não dormimos, claro! De manhã tivemos que nos render, tomámos o pequeno almoço, ainda démos uma voltinha no exterior do hotel, arrumámos as coisas e regressámos a casa...
Encontrámos neste hotel, as condições perfeitas para passarmos um fim de semana perfeito, mas infelizmente, com esta inesperada situação, nem sequer o conseguimos explorar devidamente.

Por isso, se procuram um sítio giro e com boas condições para receber criançada para uma escapadinha, escolham o CS Montargil que vale a pena! Mas já agora, certifiquem-se que está toda a gente bem de saúde... Just in case!

6 comentários:

Isa disse...

Descobri o blog hoje! Gostei muito!
Uma pena realmente ele ter ficado doente nesse fim de semana... A minha também parece que adivinha! :)

StyleUpdate disse...

Sabe que a varicela e contagiosa, nao sabe? Nao acha que e uma atitude irresponsável andar com o miúdo em lugares públicos nos primeiros cinco dias?

Definitivamente São Dois disse...

Olá! Sei, claro! Mas é contagiosa apenas por contacto, e maioritariamente nas duas semanas que antecedem o aparecimento de sintomas - o chamado período de incubação.

Definitivamente São Dois disse...

São coisas normais nos miúdos!!! ;) volte mais vezes Isa! Beijinho!

StyleUpdate disse...

A varicela e contagiosa 10 dias após a crianca ter contraído a doença até todas as borbulhas ganharem crosta...

rita sevilha | clementina disse...

Mas que Odisseia de fim-de-semana :D

Pelas vistas parece fantástico Sara!
Não conhecia mas vou adorar conhecer.

um beijinho