Palavras!

Os meus filhos estão na fase de aquisição de vocabulário. Quase todos os dias aparecem palavras novas, mesmo que mal pronunciadas, e cada vez se conseguem exprimir verbalmente com mais pormenor.
 
Ontem, aconteceram dois episódios curiosos. À tarde, fomos a Cascais ter com o Pau. Pelo caminho, fomos buscar a Susana, para ir conosco. Como a viagem foi maior do que é habitual, a determinada altura ficaram rabugentos e a pedir para sair das cadeirinhas. Respondi que não podíamos sair ainda, que íamos ter com o Pau, e que estávamos quase a chegar. Resultado? Foram o resto do caminho a dizer: "Pau!" em repeat. E quando chegaram a casa disseram ao pai que tinham estado com o Pau! (a surpresa já tinha saído furada, caso contrário eu teria disfarçado e dizia que eles estavam a pedir pão!)
 
A tarde passou, e no regresso a casa, fomos levar a Susana de volta. Quando ela saiu do carro, e apesar de nunca a terem chamado durante toda a tarde, desataram a dizer que não, e a chamar: "anana"... e a Carolina foi a chorar uns 10 minutos e a chamar por ela!
 
Hoje de manhã, pelo caminho, voltei à carga com uma coisa que ando a tentar ensinar-lhes: a dizerem quantos anos vão fazer. A Carolina vinha ensonada, por isso digiri-me ao Daniel:
 
"- Filho, diz lá à mamã quantos anos é que tu vais fazer?
- Bô-bô!
- Não filho, não é avô! O avô está na casa dele. Quantos anos é que tu vais fazer? Diz lá... dois!
- Papá!
- Nããããooo fiiilhoooo... quantos anos é que tu vais fazer? Tu sabes, a mamã já te ensinou... diz lá...
- Cócó!"
 
Eu encolhi os ombros, e disse de mim para mim: " Desisto!"
E ele: " Já tá!" e bateu palmas!

1 comentário:

homem sem blogue disse...

Muito bom. Adoro esses momentos.

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt