O nosso Natal - O dia!

Na manhã do dia de Natal, as crianças, já a treinar para quando morrerem de vontade de espreitar o que o Pai Natal lhes deixou durante a noite, acordaram cedo! Mamaram, e como é hábito, começaram a pedir para descer para a cozinha, para terminarem o pequeno almoço a partilhar o que nós comemos.

Antes disso, levámo-los para junto da árvore de Natal, e demos-lhes os presentes!



A excitação ainda não é aquela que terão no próximo Natal, mas a palavra prenda já lhes faz sentido, e apressam-se a rasgar os papéis para ver o que lá está dentro! Abriram as prendas dos pais, as prendas do trabalho da mãe, as prendas que trouxeram da creche, e as prendas que alguns amigos tinham deixado debaixo da nossa árvore! No fim de tudo aberto, montaram-se nas prendas dos pais, e já nem se lembravam que queriam comer!

Depois de todos os presentes abertos, e do pequeno almoço tomado, ainda estiveram a brincar com todas as novidades durante algum tempo, até que chegou a hora de vestir e despachar para sair para o almoço de Natal em casa dos avós maternos. A canseira era tal, que o caminho foi feito assim...

Em casa dos avós maternos, com o tio pequenino e os tios grandes, a animação é mais que muita! Almoçaram, brincaram, e dormiram a sesta, ou não! Porque a excitação era tal, que não queriam dormir e estiveram na cama a reclamar imenso tempo! Deixámos que ficassem apenas enquanto almoçávamos, numa tentativa de que descansassem, e depois acabámos por ir buscá-los.


Depois do lanche e de toda a família reunida (após as sestas dos 3), foi hora de abrir mais presentes, e de começar de imediato a brincar com eles.

No final da tarde, fomos todos a casa da bisavó Celeste e do bisavô Fernando. Estava combinado um encontro de família por lá, com os tios e os primos, e assim conseguimos que os avós tivessem os netos e bisnetos todos reunidos! Hoje em dia é rarissimo conseguir isso!

Chegada a hora de jantar, fomos ainda a casa da prima Solange, onde estava o resto dos tios e primos, do lado do pai, e com quem jantámos.

Apesar da pequena sesta, a Carolina e o Daniel portaram-se muito bem, comeram uma tijela de canja, alguns doces, e brincaram com a prima Leonor. Regressámos a casa já bem tarde (para o habito deles), mas satisfeitos por termos partilhado o Natal com toda a família.

Sem comentários: