Carta Aberta ao meu irmão!

Se no dia de hoje ainda percorresses os caminhos deste País colapsado, à beira mar plantado, farias 32 anos de idade. Infelizmente aos 20, a Vida, mais uma vez, foi filha da puta e levou-te, meu irmão. Não sei bem para onde e muito sinceramente também não me interessa!

Gostava de ter partilhado contigo tantos bons momentos, mas principalmente gostava de te ter contemplado a pegar nos meus filhos ao colo, de te ver a brincar com eles, enfim de te ver a ser Tio. Tenho a certeza que serias maravilhoso.

Quando o Daniel e a Carolina estavam para nascer, o nome de menina ficou quase imediatamente escolhido, já o de menino foi uma história completamente diferente, pois o único nome que gostávamos era Daniel. Falei muito com a Sara e depois com os meus pais, pesámos os prós e os contras e decidimos avançar.


Assim hoje tenho dois filhos lindos e o rapaz tem o mesmo nome que tu. Bem sei que será impossível dissociar o nome das duas pessoas, mas muito sinceramente, isso não me preocupa. Tu foste e para sempre serás o meu irmão Daniel Ferreira Caldeira e o meu filho é e para sempre será o Daniel Branco Caldeira.

Tenho a certeza que os meus filhos, me deixarão orgulhoso neste longo futuro que têm pela frente, assim como tu o fizeste na tua curta vida. Se eu como Pai, for capaz de incutir metade dos valores, ao meu filho e filha, que o nosso Pai nos incutiu a nós, já me considero satisfeito. O meu profundo desejo é de passar todos esses bons valores, com os quais fui educado e que cada vez menos vejo nas pessoas que me rodeiam.


Tenho saudades tuas. O que me consola é que um dia (e eu quero acreditar que sim) onde quer que seja, nos voltaremos a encontrar.


2 comentários:

A mesma de sempre! disse...

Ao ler estas palavras...chorei. Chorei de saudades do Daniel, chorei pq conheço a tua dor...perdi o meu pai a pouco tempo e ele tb n assistiu a esta fase maravilhosa que
é eu ser Mãe. Parabéns meu querido amigo. Onde quer que estejas este será sempre o teu dia. Um beijinho para todos.

A mesma de sempre! disse...

Ass: Vânia Eusébio :)