Arroz à Escuta

No domingo à noite, depois de um almoço prolongado dos 60 anos do avô Caldeira, ninguém tinha fome para jantar, excepto, claro, o Daniel e a Carolina! Já a prever isso, ao final da tarde resolvi cozinhar uma refeição, para que quando lhes desse para ir bater à porta da cozinha e chamar pela "papa", eu não fosse apanhada desprevenida.

O meu irmão chama-lhe Arror de cenas, porque pode levar de tudo! Basicamente, é um excelente limpa frigorificos ou uma ideia para aproveitamento de restos. Aprendi esta "receita" à muitos anos, nos acampamentos dos escuteiros, e o conceito era mesmo esse! Aproveitar tudo o que tinha sobrado dos dias em campo, e fazer uma última refeição. Para o Arroz que fiz no domingo usei o seguinte:

Arroz à Escuta

Ingredientes:
1 mão cheia de ervilhas
1 mão cheia de macedónia
4 cubos de espinafres congelados
1 cebola
2 costoletas
4 salsichas
Arroz
Azeite q.b.
Sal q.b.

Preparação:
Picar a celola a alourar em azeite. Juntar os legumes e deixar cozinhar em lume brando. (Como coloquei tudo congelado, deixei ficar em lume minimo para ir descongelando devagar) Desossar as costeletas e cortar a carne em pedacinhos. Cortar as salsichas em rodelas. Quando os legumes já estiverem a meio da cozedura, juntar as carnes. Misturar tudo muito bem e deixar cozinhar mais uns minutos. Juntar o arroz, a água e deixar cozinhar até que o arroz fique cozido.

Como não sei cozinhar pouca quantidade, fiz um tacho cheio, por isso, congelei doses indivuais para quando der jeito!

1 comentário:

anaraquel disse...

olha o velhinho arroz à escuta! raramente me lembro dele em casa, mas em campo, é quase sempre obrigatório :)