#10 Solidariedade | Começando a pensar no Natal #1

Regra geral, o Natal entra em nossa casa no dia 1 de Dezembro. Normalmente, este é o dia em que se faz a árvore, e se efeita a casa. O dia em que deixamos que o espirito Natalício nos inunde e começamos a trautear o Jingle Bells baixinho.
No ano passado, andava tão absorvida pela maternidade a tempo inteiro, que o Natal veio e quase nem dei por ele. Não preparei nada com antecedência, não me apetecia fazer a árvore, não me apetecia pensar em consoadas nem presentes. Este ano, já estou mais "viva" para o mundo, e numa visita que fiz a uma grande superficie, fiquei a morrer de vontade de estoirar dinheiro numa árvore nova e em efeites novos! Não o fiz! Mas apetecia-me!
Para já, começo a pensar no que quero (e posso!) fazer, e começo a tentar organizar na minha cabeça, os presentes de Natal. A lista de presenteados é pequenina, são mesmo apenas as pessoas mais próximas, e normalmente são presentes com toque personalizado (porque os consideramos com mais valor e porque o orçamento é reduzido). Ainda assim, há sempre uma ou outra compra à qual não se consegue fugir.
Há inumeras opções de presentes solidários, na sua grande maioria bastante económicos, e cuja valor reverte para uma determinada causa. Houve um ano, em que ofereci ao meu pai (que nasceu na Guiné Bissau), tijolos para a construção de uma escola em Bissau. O presente apresentou-se sob forma de brochura, e o valor reverteu imediatamente para a causa que escolhi.



A Ilha do Arco-Íris, o novo livro de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada (autoras da colecção "Uma Aventura..." da qual sou super fã"), é uma excelente ideia de presente solidário para este Natal! Ao adquirir este livro, apoiamos o trabalho dos Leigos para o Desenvolvimento (*) em Angola, Moçambique, Portual e São Tomé e Principe. O Livro custa 9,90€, valor que reverte na íntegra para a organização. Pode ser adquirido na sede dos Leigos para o Desenvolvimento, em Lisboa, nos Centros Universitários dos Jesuítas, em Lisboa, Porto, Coimbra e Braga, ou por correio, encomendando por email para ldconchatello@gmail.com, com indicação no assunto do email de - Encomenda de livro "A ilha do arco-íris”.
 

O desafio de criar uma história especialmente dirigida a crianças que refletisse os valores da interculturalidade, temática especialmente cara aos Leigos para o Desenvolvimento, foi lançado a estas autoras tão conhecidas do público infanto-juvenil. Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada corresponderam com entusiasmo, criando uma fábula em que, através da voz de diferentes animais, vão transmitindo a importância de percebermos e aceitarmos as diferenças uns dos outros, num diálogo intercultural constante que passa pela partilha, pela solidariedade, pela necessidade de encontro com o outro e pela riqueza da diversidade. Através das ilustrações de Helena Pinheiro de Melo, que tão bem converteu em imagem muitos dos pormenores da história, as crianças são convidadas a entrar num universo com o qual facilmente se podem identificar, absorvendo-o assim de forma divertida e colorida.

(*)
Sobre os Leigos para o Desenvolvimento

Os “Leigos para o Desenvolvimento” são uma Associação católica, dotada de personalidade jurídica canónica e civil, reconhecida como uma Organização Não-Governamental para o Desenvolvimento (ONGD), membro da Plataforma Nacional das ONGD Portuguesas e da Rede Xavier. Nasceu em Lisboa, a 11 de Abril de 1986,e a sua sede é no Centro Universitário Padre António Vieira (CUPAV), sito na Estrada da Torre, nº 26, 1769-014 Lisboa.

Sem comentários: