Começar o dia

Há mais de uma semana, que os meus filhos acordavam a meio da noite, em algumas das noites mais do que uma vez, a chorar. Implicava interromper o sono, levantar, pegar, num deles, acalmar, dar mama, deitar, pegar no outro (que entretanto, estava ao colo do pai), dar mama, deitar, voltar para a cama e tentar voltar a dormir! Esta noite, dormiram a noite toda!

Há mais de uma semana que eu me deitava com dor de cabeça e acordava com dor de cabeça. Bebia café, tomava ben-u-ron, atenuava a dor de cabeça mas não a eliminava. Hoje acordei bem disposta!

O acordar lá em casa é sempre um drama! Todos gostamos de dormir, todos gostamos de fazer ronha, e ás vezes os "mais 5 minutos" depois do despertador tocar, dão mau resultado! Quando assim é, há uma aceleração desenfreada para conseguir sair de casa e chegar ao trabalho dentro do horário!

Sem exagerar muito no que gostaria que fossem as minhas manhãs, para a coisa correr bem, deveríamos levantar-nos, nós adultos, assim que o despertador toca! Descíamos à cozinha, tomávamos o pequeno almoço, tratávamos das rotinas da casa (apenas o estritamente necessário), arrumávamos a mala da creche, e subíamos. Tomávamos duche, escolhiamos a roupa para vestir... tudo isto antes dos miúdos acordarem! Quando eles acordavam, mamavam, mudavam fraldas, vestiamo-los, e com tudo organizado, calmo  e tranquilo, saímos os 4!

Exagerando no que gostaria de conseguir fazer de manhã, acordava mais cedo do que toda a família, saía para uma corridinha de meia hora, regressava a casa e tomava um duche, tomava o pequeno almoço calmamente, e só depois disto tudo é que a restante familia acordava. Vá, o marido podia acordar para tomar o pequeno almoço comigo que eu gosto da companhia dele!

Hoje, depois de uma noite bem dormida, acordei uns minutos antes do despertador, e quando ele tocou, ouvi sinal no quarto do lado de que havia mais quem já estivesse acordado! Dei mama à Carolina, depois ao Daniel, e voltei a deitá-los, para ver se deixavam que fossemos tomar o pequeno almoço sózinhos. Mas não... uns 5 minutos no andar de baixo, e oiço ginchos e choros... subi e lá estavam os dois em pé nas suas caminhas, a bater palmas quando eu entro no quarto e a esticar os braços a pedir colo! Levei-os para baixo. Tomámos o pequeno almoço, eles comeram pedaços de pão, arrumámos a cozinha, fomos para cima, tomámos banho, despachámo-nos os 4, e saímos cedo! Tão cedo, que consegui chegar ao trabalho a uma hora a que quase nunca chego! E correu tão bem! E a manhã começou tão bem!

Face a isto, percebi que há tantas maneiras de começar bem o dia. Ás vezes, basta que deixemos entrar em nós a energia de um novo dia!

(claro que isto depois de uma noite bem dormida e de um ver o Sol a brilhar no céu, é muito mais fácil!)

Sem comentários: