Dia Cheio!

Na noite passada, mais um susto! Lembram-se do susto com o Daniel a quase sufocar com o vómito uma noite? A noite passada foi a Carolina! Um deja vu horrível, com ela a tossir engasgada, o pai a saltar em vôo da cama, a chegar ao pé dela no segundo exacto em que estava a sufocar, a virá-la e fazer com que deitasse tudo fora! Isto às 4h30 da manhã! Foi o stress de toda a situação, foi dar-lhe banho, mudar a cama, dar mama e aconchegá-la para ver se acalmava. E isto de não estarmos em nossa casa dificulta um pouco a logística! Depois de tudo ultrapassado, claro que não foi fácil voltar a adormecer! Quando finalmente conseguimos, o Daniel resolveu acordar para mamar. Isto por volta das 6h! E ás 7h tocou o despertador pois o pai tinha que ir trabalhar! A decisão foi o pai ir e voltar à noite, e nós ficarmos os 3, com os avós e o tio Gabriel! Acabámos por ganhar um prolongamento de mini férias.

O dia foi cansativo! Muito cansativo! Sem o pai presente a mãe e a avó não têm mãos que cheguem para todos! E foi cansativo para eles, pois um dia inteiro de praia abre o apetite e cansa! De tal forma que ás 20h15 estavam os dois na caminha! Estavam mesmo exaustos!

Nestes dias tão cheios de coisas novas, só queria que andasse alguém atrás de nós a tirar fotografias de todos os momentos dignos de registo! Porque se com os dois já é dose, com os dois e o tio de 3 anos... E sem o pai... Há muito mais momentos únicos! Desde as brincadeiras entre eles, os banhos de mar, os castelos na areia, as penas de gaivota que o Gabriel resolveu apanhar, os momentos das refeições com os 3 alinhados e comer em série... Um sem fim de momentos expontâneos que mereciam ficar registados. Mas se as mãos para tratar deles já quase não chegam, quanto mais para tirar fotos! Registaram-se as sestas e já não foi mau!

Depois houve os momentos originais! A ida para a praia, por exemplo, foi feita com um bebé em cada carrinho, e o Gabriel ás minhas cavalitas. Os sacos (2 enormes com toda a tralha necessária, e 2 com brinquedos), guarda sol e tenda, pendurados nos carrinhos. Eu a empurrar um e a minha mãe a empurrar outro! Escusado será dizer que toda a gente na rua ficava a olhar para nós! 

No regresso, já com o meu pai conosco, era um carrinho por cada adulto e o Gabriel também sentado no dele, mas... Uma tenda da decathlon mal fechada, que ninguém conseguiu colocar no saco após varias tentativas, e que veio na mão... Quando lhe dava o vento parecia uma vela de um barco! Acabou na garagem, aberta, à espera que o pai a feche para amanhã voltar a ir para baixo.

E os dias assim, apesar de excelentes para a cabeça, porque nos obrigam a desligar de tudo o resto, e a bem ou a mal, a cabeça descansa, são pessimos para o físico! Estou exausta! Até amanhã!

Sem comentários: