Sono pesado e Fome nocturna

Ontem à tarde, o Daniel mamou por volta das 17h30. Depois de mamar quis biberão, e bebeu... 2 biberãos de 90ml, ou seja, 180 ml! Trocou a fralda, voltou para a espreguiçadeira, e adormeceu. Era suposto voltar a comer por volta das 21h30, mas o tempo foi passando e nada de acordar! Jantámos nós, mamou a Carolina, deitámos a Carolina, e o Daniel a dormir. Tirei-lhe a mantinha, o doudou, a chucha.. e ele a dormir! Acabei por lhe pegar ao colo e levá-lo para a cama, sempre a dormir, e assim ficou!

Deitei-me com uma dualidade de sentimentos... seria melhor deixá-lo dormir, porque estava a dormir tão bem, com um ar tão tranquilo, ou seria melhor acordá-lo e dar-lhe mama? Acabei por me manter na opção de o deixar dormir, porque acordá-los para mamar é das piores coisas que posso fazer... se estão a dormir bem é porque não têm fome, por isso acordá-los é uma crueldade! Ainda se estivessem com peso abaixo do desejável... mas não é  de todo o caso! 

Ás 4h da manhã acordei! Fiquei à escuta, e ouvi o Daniel, alegremente - "aaauuuu, arrrr, auuuuu", e gargalhadas, e guinchos! Levantei-me e fui espreitar, e lá estava o senhor Daniel, completamente acordado, destapado até aos pés, a palrar para a luz de presença em forma de fantasminha do IKEA. Peguei nele, levei-o para o nosso quarto, troquei-lhe a fralda e dei-lhe mama. Mamou 10 minutos, largou a mama e - "aauuuuu, arrrrrrrrrrrr, auuuuu".. e sorrisos, e guinchos. Ficou um bocadinho ao pé de nós, e depois voltámos a deitá-lo, e palrou, e riu, e guinchou, e por fim choramingou e lá acabou por se deixar dormir novamente. 

E os meus problemas de consciência em acordar o Daniel para mamar, resultaram num interrupção nocturna... coisa à qual já não estava habituada!

Sem comentários: