O maior medo!

Ontem à noite, já a Carolina tinha mamado, e estava na caminha, e estava eu a dar mama ao Daniel. Ás tantas ele largou a mama e deu uma bolsadela... Que trazia sangue! Assustei-me mas pensei que tinha magoado o lábio a dar alguma cabeçada, ou que seria da minha mama, que está com o mamilo magoado e me doeu quando ele começou a mamar. Não gostei muito, mas continuei a dar mama. E ele continuou a mamar descansadinho. Quando acabou, pu-lo no ombro para arrotar, arrotou e bolsou. E o bolsado vinha cheio de sangue! Assustei-me! Muito mesmo! Fiquei em pânico e a primeira imagem que me veio à cabeça foi a do meu filho no hospital.

Telefonei à minha mãe e expliquei o que se tinha passado. A minha mãe disse que só podia ser da mama, que bebés pequeninos não têm ulceras, não arranham a garganta com alguma coisa que comeram, não magoam a boca com um brinquedo, e que não há nada que surja se repente que possa fazer isto. Se o menino não tinha febre e estava bem disposto, se tinha passado o dia normalmente, que não era nada. Tranquilizou-me... Mas estava tão assustada que apesar da hora liguei ao Dr C. que me disse exactamente a mesma coisa.

Hoje troquei-os de mama, e o Daniel uns minutos depois de começar a mamar deu uma bolsadela e era só leite! Uffff!!

Experimentei uma sensação de pânico terrível. Perdi completamente a noção... Não há medo pior do que o de um filho não estar bem... Principalmente deste tamanho, em que não se explica ou queixa e só depende de nós e da nossa analise da situação.
Não gostei da sensação!

Sem comentários: