Mamã convidada - Rúbrica 7

A Helena é uma mãe de gémeos, que nos lê regularmente, e acabou por decidir enviar-nos um mail, na perspectiva de partilha de experiências! O Xavier e o Vasco, nasceram dia 7 de Agosto, o que curiosamente, era a data de termo teórico da minha gravidez! Apesar de prematuros, tiveram uma chegada ao mundo bem diferente da Carolina e do Daniel, e por isso, aqui fica um pouco da história deles!


"Foi no dia 31 de Janeiro deste ano que fui a uma consulta de obstetrícia para finalmente ter a certeza da minha primeira gravidez. Queria saber de quanto tempo estava e ver o meu pequeno ser pela 1ª vez.
Quando a Obstetra coloca a sonda esboça logo um sorriso de surpresa e eu ... (uai... o que se estará a passar??...) já desconfiada mas numa tentativa de nem colocar a hipótese. Foi então quando me disse: “olhe ali para o ecrã...” e eu já em pânico e com a reacção mais estapafúrdia lhe disse... “Não, o que foi??” ...E ela – “olhe para aqui, está a ver estas duas bolinhas dentro de dois saquinhos? A Helena está grávida de gémeos”. Ok... a partir deste momento fiquei em choque e penso que já não devo ter falado. Escusado será dizer que não me recordo o que aconteceu em seguida a não ser que ao vestir-me não me lembrei de todas as peças de roupa e por pouco lá ficavam :D
A aventura começa aqui...e foram vários meses em que a palavra que mais ouvia dos médicos era “risco” – gémeos, gravidez monocoriónica, biamniótica (uma só placenta e dois sacos amnióticos). O grande risco seria o STFF - Síndroma de Transferência Feto Fetal que se dá quando o sangue apenas vai para um dos fetos o que sem intervenção tem um desfecho trágico para os dois gémeos.
Abandonei o tabaco e passei desde logo a dedicar-me inteiramente à minha gravidez (aos meus dois seres). Foi uma gravidez santa, sem enjoos, apenas uma noite de falta de ar, 1 mês de azia e 15 dias sem posição para dormir. Às 35 semanas fui fazer mais uma eco de rotina e é quando a médica me diz “Helena, hoje já não sai deste hospital. Os bebés vão ter que nascer o mais rapidamente possível. O percentil do Xavier não estava a aumentar... é claro que a desconfiança foi logo STFF.
Há cerca de 2 meses, no dia 7 de Agosto e em apenas 24 minutos, o Xavier e o Vasco estavam cá fora. O Xavier nasceu às 18h18 com 2.040 kg com um nó no cordão umbilical (que foi a razao da antecipação do parto) e o Vasco nasceu às 18h19 com 2.300Kg. Nasceram de cesariana o que significa que não cheguei a conhecer o verdadeiro parto (confesso que não tenho pena). Correu tudo às mil maravilhas, sem incubadora e com alta no tempo certo e hoje são dois rapazinhos muito doces, diferentes um do outro (há quem os ache fisicamente iguais) e como o pai deles já tem dois filhos, somos agora uma família numerosa, uma pequena revolução nas nossas vidas.
Têm sido dias intensos, sou mãe a 100% e AMO. Os rapazes gostam de fazer umas birritas mas tentam ajudar a mãe quando alternam no choro (eheh) São uns comilões, raramente bolsam e o curioso é que o Xavier hoje pesa mais que o Vasco e comem o mesmo. Tinha mesmo muita vontade de crescer :) Em toda esta história conto apenas com uma frustração mas com a qual já me habituei a lidar: amamentação. Pegarem na mama foi tão difícil e a minha vontade de lhes dar o meu leite era tão grande que comecei a tirar com máquina (o meu 3º filho) e é assim que lhes vou proporcionando umas refeições gourmet. Receio apenas deixar de conseguir mais breve do que pretendo. Espero que não e tudo farei para conseguir por muito mais tempo.
A experiência da maternidade é realmente algo sem igual, maravilhoso. A experiência de ter gémeos é a única que conheço e hoje, se pudesse escolher, queria os meus dois bebecas gémeos à mesma :)

Helena Neto"

Sem comentários: