O mimo da Carolina

Desde 5a feira à tarde que, todos os dias, a Carolina tem um período de rabugice em que não adormece sozinha, esteja na cama, no ginásio, na espreguiçadeira... Chora com um chorinho triste e desamparado de quem se sente abandonada. Não é o choro das cólicas, não é o choro da fome, é tão somente o choro do mimo.

E eu pego-lhe ao colo, aconchego-a, ponho-lhe a chucha, faço-lhe festinhas na cabeça, converso com ela. E ela adormece. E depois sim já a posso deitar onde quiser, e ela fica a dormir descansada.

Estas alturas são as únicas em que lamento ter dois filhos de uma só vez. Porque isso faz com que não tenha tempo de lhes dar tanto mimo quanto eles precisam e querem, e que por vezes os tenha que deixar ao colo apenas o tempo da mamada... Por isso, quando eles pedem e eu posso, dou-lhes o mimo todo que tenho para dar, para compensar as vezes que eles querem e eu não posso!

1 comentário:

docas disse...

Amiga, mima o maximo que poderes!!!! Vale cada momento!!! Beijo grande